CCAnime cultura japonesa

Iniciação: Durarara!!

8.7.12Paulo V.

por Thaísa Escudero*

O post de hoje não é de um livro, filme ou série de TV e sim de um anime, algo que ainda não falamos aqui no blog. Ele foi feito pela Thaísa, uma amiga minha, que de vez em quando vai entrar na nossa conversa para falar sobre animes, mangás e o que mais der vontade. Hoje ela disseca o anime "Durarara!!" (comentário aleatório: toda hora me enrolo falando e escrevendo o título XD), veja a ficha técnica abaixo e o que a Thaísa achou depois do "pulo".
Ficha técnica
Autor:  Ryohgo Narita
Estúdio: Brains Base
Direção: Takahiro Omori
Episódios: 24 +2 especiais
Ano: 2010
Dubladores: Masaomi Kida: Miyano Mamoru / Shizuo Heiwajima: Daisuke Ono / Mikado Ryugamine: Toshiyuki Toyonaga  / Anri Sonohara: Kana Hanazawa  / Celty Sturlson: Miyuki Sawashiro / Shinra Kishitani: Jun Fukuyama  / Izaya Orihara:  Hiroshi Kamiya / Simon: Takaya Kuroda



Ikebukuro, bairro de Tóquio, capital do Japão. É aí onde tudo acontece.

Durarara começou de uma Light Novel publicado em 2004, ganhando um mangá em 2009 na Monthly GFantansy, e em 2010 seu anime.

Vamos juntar uma motoqueira fantasma, um informante, sushi, um aluno transferido e mais um monte de outras coisas normais e anormais, amarrar todas elas perfeitamente de modo criativo e contar uma história. Apresento-lhes “Durarara!!”. 

É difícil fazer uma sinopse de drrr (apelido carinhoso abreviação) porque são muitos plots envolvidos, fazendo isso, um spoiler poderia ser liberado. Mas posso dizer como a história começa: Mikado Ryugamine, um estudante do interior se muda para Tóquio para estudar a convite do amigo de infância Masaomi Kida. Kida apresenta a cidade à Mikado, que fica radiante com a imensidão da cidade grande. O interessa aumenta mais ainda quando eles cruzam com a famosa lenda urbana do bairro: A Motoqueira Fantasma. Porém, outras coisas estão acontecendo enquanto eles vivem suas vidas...


Em Drrr, não há um protagonista concreto
“HÃ? Como assim?”
CALMA, Vamos rever como reconhecemos um protagonista: Ele é o que mais aparece, em geral, a história é desenvolvida com base nele, é ele que faz acontecer... Enfim, acho que todos sabem o que é um protagonista. Em “Durarara” não é tão claro assim. 


Na verdade, podemos dizer que é o Mikado, claro, mas você chega a ficar em dúvida em alguns pontos da história sobre quem é o protagonista de verdade. A história não gira em torno dele e ele não tem um objetivo para dar o “fim da história”. Há até alguns que digam que a Celty é a protagonista. É até plausível acharem isso, mas ninguém pode afirmar com total certeza. Meio confuso? É... assistindo, vocês entenderão melhor.


Tudo de interliga; é isso que acontece em “Durarara!!”.
Os três primeiros episódios são uma introdução geral aos personagens e à atmosfera da cidade. Logo depois, vêm as histórias individuais dos personagens e as suas vidas, narradas pelos mesmos, misturados com episódios comuns, que vão até mais ou menos o episódio 8-9, Isso mesmo, a história só começa a se desenrolar por aí.

Mas sem preguiça, lembra que tudo se interliga? Nesses episódios são mostrados vários detalhes que vão ajudar você a conseguir resolver os mistérios da trama ao longo dos episódios. Na verdade, várias coisas são jogadas na sua cara, e você que se vire para entender esse começo, mas tudo é devidamente explicado por conta do “tudo de interliga”... Todos os acontecimentos e detalhes mais cedo ou mais tarde irão se ligar por meras coincidências (ou armações) da vida já que todos convivem no mesmo lugar e acabam se topando (mundo pequeno né?) sem você esperar, causando desfechos inesperados, emocionantes e te mantendo vidrado na trama.


Os personagens são outro charme de “Durarara!!”
O anime tem uma boa quantidade de personagens e eles têm personalidades distintas, únicas e carisma, fazendo você odiar uns e amar outros.

Temos um negro russo carismático descendente de afro-americano vendendo sushi. Um barman que quando fica com raiva joga, literalmente, as coisas para o alto, e tem como alvo preferido um charmoso informante da cidade. Também temos um casal de otakus super divertido, um cara feliz que guarda um passado escuro, uma garota tímida e retraída, um médico do submundo, uma dullahan* conhecida como lenda urbana da cidade que anda de moto preta e se comunica através de um celular... E vários outros.
* “O Durahan, também chamado de Dullahan e Gan Ceann, é um tipo de criatura lendária imortal proveniente da mitologia irlandesa. Ele não tem cabeça e geralmente é visto montado num cavalo negro, também sem cabeça, e carregando sua própria cabeça nos braços.” 

O autor consegue amarrar todos esses personagens de uma maneira surpreendente na trama. Dando destaque e desenvolvendo cada personagem quando se deve.


Quanto ao lado técnico, o anime não faz feio!
O traço é simples e a animação bem fluída, maravilhosa nos primeiros episódios e decaindo a qualidade conforme o tempo, nada muito absurdo, ocorrendo somente aqueles errinhos comuns de distorção de traço em uma cena mais agitada.

As cores e os cenários da cidade são extremamente realísticos, em todos os mínimos detalhes, o que vemos, na maioria das vezes é realmente Ikebukuro, grande maioria das locações mostradas no anime realmente existem (como as imagens abaixo)! Há quem diga que existem até as máquinas que o barman preferido dos fãs joga por aí. 


Outro ponto para destacar é o trabalho dos dubladores. Um elenco principal experiente, famoso, que realmente dão vida aos personagens. O dublador do Kida, Miyano Mamoru, é excelente exemplo (ele é um dos meus seiyuus preferidos) porque consegue dar vida total ao Kida.

E mais, até os sons do anime são realísticos! O barulho da moto de Celty é incrivelmente real, essa junção soberba de cenário e sons tornam toda a atmosfera do bairro única, como em nenhum outro anime.

Falando em sons, tem a linda e maravilhosa trilha sonora. Não tem como elas passarem despercebidas enquanto você assiste o anime, as trilhas são marcantes e bem diferenciadas uma das outras e de qualquer outro anime. Os temas de abertura e encerramento são TÃO viciantes que em pouco tempo você fica com elas na cabeça e quando se da conta já está cantando.  

Nas aberturas, são mostrados resumos de algum fato do anime que irá se refletir no episódio assistido enquanto uma parte instrumental da música toca ao fundo. Espero que ninguém chegue ao ponto de quando estiverem escutando a música inteira e chegar nessa parte da abertura, escutar as vozes nos personagens como eu. Sério.

Er, continuando... Outro detalhe técnico é o fato dos figurantes serem cinza, uma maneira de economizar dinheiro? É, pode ser. Mas essa jogada destaca os personagens que estão interagindo na história, e mais para frente, esses personagens cinza contribuem para uma das cenas mais impactantes do anime, uma das minhas preferidas, aliás.


Para os mais experientes em animes, também é divertido prestar atenção nos pôsteres que tem pela cidade, pois cada um deles é uma referência à algum anime, Walker e Karisawa também fazem muitas referências enquanto conversam. São tantas referências que você nem presta atenção, animes como “Darker Than Black”, “Shakugan no Shana”, “Baccano”, “Jikogu Shoujo”, “Toradora”, “Accel World” e vários que nem eu percebi. Sem falar das mais descaradas como o imenso telão animado que mostra uma cena de “Kuroshitsuji II”, Walker e Karisawa brincando com os bonequinhos da Shana (“Shakugan no Shana”) e da Taiga (“Toradora”) e os cosplays de “Baccano” no episódio 10.

É uma diversão à parte, que no máximo não te deixará entender as citações do Walker e da Karisawa, nada que altere a compreensão da história.


O Sushi Especial do cardápio do Russian Sushi se chama durarararara[...]-okn

Ação, comédia, alguma bizarrices, mistérios, personagens interessantes, desfechos emocionantes, ótimo lado técnico, um pouco de romance, criatividade e originalidade, você encontra tudo nesse anime. Ele é ideal para quem quer alguma coisa diferente. A segunda temporada só é um pouco mais fraca do que a primeira. Não é ruim, mas a primeira é muito melhor. Necessita de uma continuação urgentemente.

Para continuar a acompanhar drrr:
Tanto a Light Novel quanto o mangá são difíceis de achar algum material completo, ainda mais em português. Você pode ler alguns capítulos da Light Novel aqui em inglês. Mas um aviso: não estão com todos os volumes completos, talvez se você procurar ache capítulos soltos. Você pode ler o mangá online até o capítulo 14, neste link em português, mas essa parte já é representada no anime. Infelizmente só achei muito mal alguns pouquíssimos capítulos soltos ou raws ainda em japonês. Sinceramente não sei por que essa dificuldade, já que o mangá é publicado na mesma revista que “Kuroshitsuji”.

Mas você pode comprar os 3 primeiros volumes do mangá em inglês no Book Depository E não sei quanto aos outros 2 volumes, mas o primeiro vem com um pôster colorido do Shizuo e do Izaya! Se alguém quiser me dar de presente, agradeço. E se conseguirem achar algum link bom para ler ambos, poste aqui, ^^

Para terminar, fiquem com a primeira abertura do anime, aqui.


*Thaísa Escudero tem 14 anos e é estudante do ensino fundamental. Fã de animes, mangás e tudo que envolva a cultura japonesa, sonha em viajar para o Japão e conhecer tudo isso de perto. Twitter. Facebook.

TAGS: , , , , , , ,

Mostre para o autor o que você achou Recomende:

MAIS CONVERSAS QUE VOCÊ VAI GOSTAR

6 comentários

  1. Que lindo isso, Thaísa. Aguardando ansiosamente por uma segunda temporada do anime. ♥

    ResponderExcluir
  2. Uragiri no yuuyake
    Yakkaini kara mitsuku ase wooo ♪♫
    Huhuhu
    O anime é realmente muito bom, a Thaísa não está exagerando em nada. (A não ser na sensualidade do Izaya. u_ú)
    Parabéns pela resenha, ficou ótima! Espero que este seja o primeiro de muitos outros posts otaku. ^^
    E atenção fangirls: Eu vi o Shizuo primeiro.
    Ass., uma fangirl. (-qn)

    ResponderExcluir
  3. Eu tenho umas amigas que sempre falam desse, mas eu nem imaginava que era assim. Fiquei até com vontade de tentar ver HUAHA

    ResponderExcluir
  4. é maravilhoso! assistam, leiam!
    ps: eu vi o Izaya primeiro! ele é meu! *.*

    ResponderExcluir
  5. Podem ficar com o Izaya, agora o Shizuo e o Kida são meus!!!!! Kkkkkk gostei mtmt da resenha, queria continuar lendo mas realmente é dificil de achar, concordo com quase tudo o que vc disse, a 2° temporada n barra a primeira, mas n tem problema eu ainda vou para lá *-* espero que quando eu for eu encontre alguém parecido com esses loucos, menos o Izaya please :3

    ResponderExcluir
  6. a celty é a protagonista da história .-.
    o próprio autor fala isso ._.

    ResponderExcluir

Posts Populares

INSTAGRAM


Instagram

FALE COM A GENTE!

Nome

E-mail *

Mensagem *