a culpa é das estrelas câncer

A Culpa é do John Green, dia 2 - John e as crianças com câncer

17.7.12Paulo V.


Olá, leitor! Como vai? Preparado para o post de hoje? :D

O tema do dia é a origem de "A culpa é das estrelas". Talvez você tenha ouvido falar que "A Culpa é das Estrelas" é sobre câncer. Bem, ele é sobre câncer a ao mesmo tempo não é sobre câncer. Nada daquilo de livro com cara de que vai tratar um tema sério que a sua professora pediu na escola, é bem diferente disso. Mas esse "blábláblá" você pode ler aqui na resenha do livro, hoje nós vamos falar de quando o câncer entrou na história. Ah, tivemos a ajuda da Dayse Dantas, do Nem Um Pouco Épico, obrigado! 


Para falar a verdade, o câncer não entrou no livro, "A culpa é das estrelas" só nasceu por causa dessa coisa com o câncer. É que em 2000, quando o John terminou a faculdade, ele trabalhou voluntariamente como capelão em um hospital infantil. E nesse hospital, que fica em Chicago, ele pode conviver com crianças e adolescentes, algumas delas com câncer. 

John tinha o hábito de assistir a filmes e ler livros com essa temática e de forma alguma ele conseguia relacioná-los àquelas crianças com quem ele trabalhava. Isso porque nos livros e filmes elas são tratadas como santas e, parafraseando a própria Hazel em ACeDE, abrem uma instituição de caridade para arrecadar dinheiro e ajudar na pesquisa da cura do câncer ("e isso faz com que ela seja relembrada da bondade inerente do ser humano, e se sinta amada e encorajada porque deixará um legado para a erradicação do câncer").

E, bem, as crianças que ele via não eram de forma alguma desse jeito. Elas eram pessoas normais que estavam morrendo antes do esperado, só isso. Com isso, ele fez o que basicamente todos os autores (ou aspirantes a autores) tem vontade: escrever sobre algo que ele gostaria de ler mas que ainda não havia sido escrito. E foi isso que ele começou a fazer. Porém, como ele não conseguia achar o jeito certo, resolveu , então, partir para outra história e "Quem é você, Alasca?" foi publicado em 2005.

As tentativas de fazer o livro continuaram e depois do lançamento de "Paper Towns", em 2008, ele anunciou - oficialmente - que estaria lançando um novo livro chamado "The Sequel" (A continuação, em tradução livre). Infelizmente (ou felizmente?), o livro não foi publicado e o tempo passou. "The Sequel" acabou ficando de lado novamente e isso só mudou por causa de... Esther Earl.

Ela era uma garota comum (ou tão comum quanto qualquer nerdfighter pode ser*), que adora Harry Potter e eu não vou enrolar nisso aqui porque você provavelmente já sabe o fim dessa história. Bem, ela tinha câncer e morreu em 2010, deixando uma série de vídeos no youtube e o seu legado nerd. Não vamos nos estender mais falando sobre ela porque o post de hoje do Amount of Words foi especialmente para ela. :')
* Palavras da Dana, hahaha.

Após a morte dela, John resolveu continuar com o livro que ele já queria lançar há 10 anos e pegou elementos que ele tinha colocado em "The Sequel" e realmente havia gostado e colocou-os no que veio a ser "A culpa é das estrelas".

Para saber um pouco mais dessa experiência do John Green em um hospital infantil, assista ao vídeo abaixo. Ele é do canal Hank Games, onde os membros da família Green jogam algum videogame e falam sobre coisas. Aliás, o vídeo é, obviamente, em inglês, mas não se preocupem porque nesse o John fala bem devagar, hahaha.



Curtiram o post de hoje? :D Se tiverem alguma dúvida sobre esse post ou qualquer assunto relacionado aos irmãos Green ou ao livro do John podem nos fazer nos comentários ou no Twitter porque no vídeo de amanhã a Nerdfighteria vai (tentar) responder as perguntas de vocês. 

Antes de ir, alguns lembretes: não esqueçam das promoções que falamos no post de ontemcomprem ACeDE com 20% de desconto, passem no Nem Um Pouco Épico daqui a uma hora para ver o último post do dia e voltem aqui amanhã! 


And DFTBA! o/

TAGS: , , , , , , , ,

Mostre para o autor o que você achou Recomende:

MAIS CONVERSAS QUE VOCÊ VAI GOSTAR

13 comentários

  1. Acho essa história tão legal :) É tão interessante saber o que motivou um autor a escrever um livro e essas histórias do John me fazem gostar mais dele :P Aliás, aparentemente escrever o livro que sempre quis ler é uma chave, né?? A Maggie fez a mesma coisa com Scorpio Races!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aham, eu acho essa coisa de escrever o que você sempre quis ler o máximo. Tipo, comecei um projeto há umas semanas e é algo que eu sempre quis ler e é algo que eu acredito. Isso motiva muito para você escrever, sabe?

      Obrigado pelo comentário. o/

      Excluir
  2. Eu já vi que vou chorar feito bebê lendo esse livro, de verdade! Adorei o post, estou fazendo o possível para acompanhá-los.

    É muito legal quando você que uma pessoa se preocupa tanto com pessoas com essa doença, é mais legal ainda ver em como esse trabalho é desenvolvido e como ajuda - de alguma forma - as pessoinhas que tem essa doença.

    Já sou fã do John pelo que ele é e pelo que representa.

    DFTBA ;**

    Ana Caroline
    http://nossocdl.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Essa coisa de ajudar é bem verdade, outro dia estava no youtube vendo um vídeo que uma menina com câncer fez dizendo que o John salvou a vida dela com ACeDE. *sinto lágrimas escorrendo*


      Obrigado pelo comentário. o/

      Excluir
  3. E depois de 10 anos tentando finalmente The Fault in Our Stars é um... SUCESSO! *turururu*
    Acho lindo isso de ele trabalhar o câncer de um jeito diferente! Agora é só esperar e esperar e esperar pelo meu livro da Saraiva!

    DFTBA
    Cah Lacerda
    The Review Kingdom

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Deve dar uma sensação de dever cumprido e um orgulho gigantesco, né? :D

      Obrigado pelo comentário. o/

      Excluir
  4. Cara, o que eu gosto no John é que ele vai ALÉM dos livros, sabe? Ele é um autor presente e eu gosto de como ele não tem vergonha de ser quem é e está sempre tentando fazer a diferença. Esse é um dos casos :')

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. SIM! John Green é um lindo mesmo. <3

      Obrigado pelo comentário. o/

      Excluir
  5. O John te consegue fazer rir no livro, definitivamente não é o livro típico sobre uma criança com câncer. Fico até com pé atrás pra falar que é um livro sobre uma menina com câncer. A Culpa é das Estrelas é tão mais que isso!
    Excelente post, a semana tá saindo melhor do que eu esperava :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exato. Tipo, definir ACeDE como "cancer book" é uma das coisas mais erradas que existem. O livro não é SOBRE câncer, o livro é sobre a vida, o amor e a dor.

      Obrigado pelo comentário. o/

      Excluir
  6. Vocês ficam me fazendo dar chorinho com esses posts, se eu desidratar, a culpa é de vocês!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. HAHAHHA, imagina a gente quando busca informações e escreve o post? XD

      Obrigado pelo comentário. o/

      Excluir
  7. Li noutro blog sobre a relação dele com as crianças... achei incrível! E aumentou ainda mais a vontade de ler sua mais nova obra.

    ResponderExcluir

Posts Populares

INSTAGRAM


Instagram

FALE COM A GENTE!

Nome

E-mail *

Mensagem *