anos 80 born this way

Por dentro do Pop: Lady Gaga

29.6.12Dana Martins


Por algum motivo, quando eu terminei todo esse Por dentro do Pop e coloquei o título, anunciando a cantora da vez, eu fiquei feliz. Não vou falar muito aqui, o post já basta. Obrigada a todos que nos acompanharam aqui nessas sextas e espero que tenham gostado das mixtapes (e fazer dl dessa em especial pode trazer uma surpresa, se você for fã dela). Pelo menos eu tenho adorado ouvir. :)

Eu conheci a Lady Gaga quando ela lançou o single "Just Dance", que tinha me chamado atenção por ser diferente e ao mesmo tempo dentro da moda. Naquela época ela não era muito conhecida e nem teria entrado no Por dentro do Pop. De lá para cá, as coisas mudaram totalmente e é por isso que ela ganha o último dia no nosso Por dentro do Pop. Assim como a Katy Perry, que foi a estreia dessa série de posts, ela teve o primeiro álbum lançado em 2008 e as duas são as com menos álbuns aqui (Lady Gaga: 3. Katy Perry: 2, se você não contar o relançamento do Teenage Dream). Ao mesmo tempo, ela alcançou algo enorme que é até comparado ao da Madonna nesses quase 20 anos de carreira. E não é só isso. Pode parecer até exagerado, mas ela não criou só uma moda, a Lady Gaga criou também uma espécie de estilo de vida.

É claro que hoje aqui nós vamos falar de música e, acredite, por trás do estilo bizarro e de todas as "fantasias", nós temos muita música. A Katy Perry mostrou seu lado pop/banda/indie, a Rihanna que sabe mais do que "o nah nah nah", a Britney que não perdeu totalmente o controle e a Madonna deixou claro o que é ser uma relíquia viva do pop. O que a Lady Gaga irá no mostrar?
DICA: Corre lá no final do post, baixa a mixtape e escute lendo! 
The Fame

Você escuta os singles desse álbum, tipo "Just Dance" e "Poker Face" e não tem muita ideia do que vai encontrar nas outras músicas. O resultado é que nas profundezas do The Fame ela joga o pop de rádio para o alto e fica só com o estilo próprio. É engraçado que se você ouvir "Poker Face", por exemplo, percebe que tem a ver com as outras da moda e ao mesmo tempo sente que tem alguma coisa diferente. Essa coisa diferente nós descobrimos o que é nas outras músicas, encontrando as raízes da Lady Gaga. Algo meio antigo (anos 80, um pouco mais um pouco menos), um pop que não troca os instrumentos pelas batidas eletrônicas. Desse eu vou indicar "Again Again" que deixa claro esse lado (e, curiosamente, era a única música dela que eu tinha). As músicas no geral são meio parecidas, mas o jeito que ela canta cada uma faz a diferença. Escute "Startruck", um flerte com a música eletrônica (ainda com o toque antigo), "Summerboy" que lembra muito a No Doubt e "The Fame".
*Indicação extra para "Boys Boys Boys" e "Paper Gangsta".

The Fame Monster
Esse é um complemento do The Fame, né? Das 8 músicas que compõem o álbum, a metade virou single, o que me deixa com 4 músicas para comentar. "Speechless" acho que vale considerar como single, ela toca volta e meia em uma apresentação e foi a que ela cantou junto com o Elton John fazendo uma mistura com "Your Song". Das outras três, com certeza fico com "Teeth" (uma das minhas preferidas). Acho que ela até representa um pouco a dos The Fame, mas já mostra o desenvolvimento da Lady Gaga como artista.

Born This Way
Se você só pudesse ouvir um álbum dela, seria com certeza esse. Ele já vem com mais músicas que o normal: 14. E isso na versão comum, ainda tem deluxe. Mas não é só por isso, as músicas estão muito mais trabalhadas. É a essência da Lady Gaga, mas uma mistura de eletrônico, rock, música europeia, música antiga e até kpop. Tudo isso transformado em pop. É até um pouco impressionante como ela desmonta elementos da moda e encaixa muito bem com o próprio estilo. Minha primeira indicação é para "Bad Kids", que tem mais guitarra do que no rock hoje em dia. "Scheibe" é a próxima. "Government Hooker" eu não ia indicar, mas me faz lembrar tanto da trilogia Millennium que eu quis citar (não escutei enquanto lia). E, para fechar, "The Queen"*. Apesar de que eu acho que todas as músicas deveriam ser ouvidas.
*descobri o quanto gosto de "The Queen"! As músicas estão no shuffle e é a terceira vez (desde que eu comecei a contar) que a música começa e eu penso: "Que música legal! Qual o nome?" Atualização depois de escrever todo esse Por dentro do Pop: agora fui procurar que música legal era pela sétima vez, na pura inocência.
**Só uma pausa para falar que indico "Highway Unicorn (Road To Love)" e "Hair" também. Se eu não parasse ia indicar tudo.


Com esse post eu descobri que conheço todas as músicas dela, sei cantar várias e sei parte de passos de dança (e nem estou falando de Dance Central, embora eu saiba esses também). Isso tudo, é claro, foi aprendido por causa do meu irmão que vive ouvindo. A Lady Gaga não é o tipo de artista que eu escuto direto como acontece com os indicados no Para quem gosta de música, então é legal que o meu irmão goste e eu possa estar em contato, porque vale a pena. É até uma pena eu estar ouvindo agora, porque quando meu irmão aparecer vou ter que ouvir tudo outra vez.

Durante esses poucos anos que a Lady Gaga tem espalhado suas músicas nós já podemos ver uma evolução nas canções, que eram mais simples e foram sendo cada vez mais trabalhadas. Se você quiser ver realmente o começo, indico ouvir o Red and Blue, EP que ela lançou ainda como Stefani (eu coloquei a faixa "Red and Blue" na mixtape, de qualquer forma).

O legal é que mostra bem o que eu quis dizer com o Por dentro do Pop: acho que eu finalmente entendi por que a Lady Gaga recebeu o último dia aqui. Diferente das outras, tipo a Rihanna, que fazem uma música que na rádio é uma coisa e no álbum você encontra outra coisa, a Lady Gaga faz uma música que já é diferente na própria rádio. Na primeira parte do Por dentro do Pop você viu que às vezes vale a pena largar o preconceito e conhecer outras músicas, agora com esse popception você percebe que o preconceito com o pop no geral não vale a pena.

Você pode pegar a mixtape do Por dentro do Pop 5 aqui, a senha do arquivo é o nome desse tumblr (viktor215). Lista abaixo.
1. Red and Blue
2. Again Again
3. Startruck
4. Summerboy
5. The Fame
6. Teeth
7. Bad Kids
8. Scheibe
9. Government Hooker
10. The Queen
11. (Bonus) suuuuuuurpresa. por algum motivo alienígena, gosto dessa música :)

Esse é o último no nosso CCSexta de junho, mas semana que vem voltamos com um tema totalmente novo para julho. Se preparem! Enquanto isso, vejas os outros Por dentro do Pop. Aliás, eu sei que há muitas outras cantoras que se encaixam aqui, como a Beyonce e a Christina Aguilera. Será que no futuro rola mais?

TAGS: , , , , , , , , , , , ,

Mostre para o autor o que você achou Recomende:

MAIS CONVERSAS QUE VOCÊ VAI GOSTAR

3 comentários

  1. Gente, sério! Kkk, finalmente uma cantora que eu conheço mais ou menos bem pra comentar decentemente o/ uhul.
    Enfim... eu já deveria estar dormindo essa hora, mas não resisto e vou comentar cada disco.
    Bom, acho "The Fame" o disco mais chiclete. Quando eu peguei pra ouvir, fiquei um tempão viciado em quase todas as músicas. Além dos singles (que, convenhamos, a Gaga sabe escolher muitíssimo bem), minhas músicas favoritas do disco são "Starstruck", "Boys, boys, boys", "Summerboy" e "Paper Gangsta" (a última, principalmente, sempre está em minhas playlists... uma das melhores músicas dela).
    The Fame Monster... outro álbum que adorei quando ouvi. Eu amei todas as músicas de cara. Sério, acabei de perceber isso, kkk' mas é verdade. Acho que é o único do qual gosto de todas as músicas, de todos os artistas que ouço...(exceto Taylor Swift, pois também amo todas do "Speak Now").
    Born This Way é um disco diferente... Lady Gaga evoluiu bastante, e trouxe músicas muito originais com o álbum. Acho que neste ela abandona um pouco o padrão pop (que, mesmo em pouca quantidade, estava presente nos outros álbuns) e mostra letras e arranjos muito mais exóticos e incríveis. Também gostei de quase todas as músicas, principalmente (das não-single): "Electric Chapel", "Bloody Mary" e "The Queen".
    Enfim... A Gaga é incrível, né? *w* É bom ter uma artista como ela, meio fora dos padrões da atualidade. Mostra que o mundo da música pode sempre inovar, e não ser sempre mais do mesmo.
    É... e desculpem pela qualidade do coment. Estou meio lesado por causa do sono S: Mas AMEI o post. As indicações também. Achei o melhor de todos os Por Dentro. Parabéns o/

    Ah, e obviamente, eu adoraria ganhar um pôster da Gaga *w* Sério, preciso de pôsteres...Não tenho nenhum, de nada que eu gosto - nem de Harry Potter, *chora eternamente*. Aqui na minha cidade não tem lugar nenhum pra comprar, pois é super pequena e meio sem cultura pra essas coisas. Adoraria começar com um da Gaga, né kdffdhj

    Paws Up! Abraços.
    João;

    ResponderExcluir
  2. Não consigo gostar de Lady Gaga. Pra mim ela é só esse espetáculo gritante de cor, perucas e vestidos de carne, mas tirando toda essa parafernália, não consigo ver conteúdo.

    Beyoncé, Shakira, até Cristina Aguilera conseguem ser mais criativas e apresentam mais conteúdo do que a Gaga. Ela pode inovar no estilo de se vestir, mas musicalmente, eu não consigo ver nada de novo.

    Abraço!

    ResponderExcluir
  3. Valentino Martins2 de julho de 2012 18:13

    EU QUERO O POSTER!! AHAUHAUHAHAUH

    ResponderExcluir

Posts Populares

INSTAGRAM