#NEXTGENERATIONFEST Agenda

Para quem gosta de música: We Are The In Crowd

6.3.12Dana Martins

"Alguém que gosta muito de música tentando dizer por que esse artista chamou atenção. O nome para quem gosta de música não é à toa, essa coluna aleatória é dedicada a todos aqueles que adoram descobrir um novo artista. Aqui eles estão, aproveite e até indique algum." 

Hoje: We Are The In Crowd
Origem: Estados Unidos
Similares: Forever The Sickest Kids, Demi Lovato, All Time Low, Senses Fail, Paramore, We The Kings, Hey Monday, The Maine, A Rocket To The Moon, The Ready Set, Sum 41...

We Are The In Crowd chama atenção por apresentar um som iniciante, parecido com a primeira fase da maioria das grandes bandas que nós conhecemos hoje (Paramore, All Time Low, We The Kings, Forever The Sickest Kids...). É aquela mistura de música de garagem, explosão de juventude e acabamento razoável. Ah, e o som deles é um Pop Rock mais para rock do que para pop.

Confesso que não sabia da existência dessa banda até o #NEXTGENERATIONFEST ser anunciado. Foi um susto: como assim já tá vindo para o Brasil e eu nem conheço?! Fui correndo buscar informação e descobri o motivo. O We Are The In Crowd é relativamente mais novo. Surgiu em 2008, mas só em 2009 fechou contrato com gravadora e mudou o nome para o que conhecemos hoje ("We Are The In Crowd"). Essa época foi justamente a minha transição fim de colégio-início de faculdade, que me afastou um pouco das novidades.

Eles começaram com o EP Guaranteed To Disagree, lançado após o contrato com a Hopeless Records (mesma gravadora do All Time Low, Yellowcard e The Used). Esse EP tem músicas que embalam, com refrões que marcam, dá pra sacudir bastante a cabeça, mas a palavra que marca as músicas é "desordem". Não apresenta tanto o acabamento fechadinho de álbuns de estúdios. Cuidado! Isso não significa que é ruim. Esbarrei por uma resenha (em inglês) muito boa do EP no Absolutepunk.net, feita por um desses críticos cheios de preconceito que teve que dar o braço a torcer (mas que ainda é um crítico cheio de preconceito). 

O primeiro cd Best Intentions é marcante. Nesse, as músicas já estão mais trabalhadas, com o acabamento padrão. Porém, ainda apresenta a força e o lado iniciante da banda. "Rumor Mill", um dos singles, mostra que a banda tem muito a oferecer.

Esse cd é um híbrido de Demi Lovato na época do Don't Forget e Avril Lavigne na época do Let Go misturado com bandas como Sum 41, Forever The Sickest Kids, Senses Fail e The Swellers. Também tem um pouco do Paramore que foi revelado na músicas extras como "Stop This Song" e "Decoy". Pode parecer meio incoerente porque a maioria desses nomes não seriam vistos juntos, mas é aí que entra o We Are The In Crowd. Resgatando várias referências e ainda trazendo duas vozes marcantes ao mesmo tempo, consegue trazer algo novo. Se a banda seguir esse caminho, tem grandes chances de crescer.

Além disso, uma coisa que me chama bastante atenção é a mistura de vozes. Primeiro, a Taylor Jardine (mais uma Taylor para lista). Às vezes enquanto ela canta a voz vai ganhando uma força que eu gosto muito. E, junto com ela, canta o Jordan Eckes. O modo como eles utilizam a voz dele traz um toque especial para as músicas e de quebra ainda combina com a dela. Acho que as músicas deles cantadas por outras pessoas não teriam a metade do efeito.

O We Are The In Crowd com certeza me surpreendeu, principalmente por resgatarem uma música que estava sendo perdida no meio do excesso de batida eletrônica e variações (para você ver, boa parte dos nomes de referência apresenta mais semelhanças no passado do que agora). Se você gosta das bandas citadas no Similares ou de música, com certeza vai dar sorte com eles.

"Rumor Mill": Esse clipe me fez realmente prestar atenção na banda. 


Sobre as músicas: Como sempre, ouvir todas as músicas vale a pena, mas eu indicaria para começar pelas do cd Best Intentions, principalmente com "Rumor Mill". Se você já viu o clipe ali, então vamos passar para outras. "See You Around""All Or Nothing", "On Your Own" e "Kiss Me Again". Já do Guaranteed To Disagree eu acho difícil escolher, mas vou ficar com "Never Be What You Want" e seu refrão chiclete ("I'll never be what you want, I wouldn't change any part of me...") que é um dos que eu mais gosto e ainda tem a participação do Will Pugh do Cartel! Eu, decididamente, tenho que voltar aqui para falar do Cartel qualquer dia. Voltando ao WATIC, do EP você ainda pode começar por "Carry Me Home", "Lights Out" e "Both Sides Of The Story"

Curiosidades:
>>>Segundo o Wikipédia, em abril de 2009 o MySpace da banda foi hackeado e o Absolutepunk.net postou uma notícia sobre o que aconteceu. Acabou que além de da banda ficar mais conhecida, alguém da Hopeless Records viu e decidiu fechar um contrato com o "The In Crowd", como era chamado na época. Foi mais tarde nesse mesmo ano que eles trocaram o nome para o "We Are The In Crowd", porque o antigo já era usado.

>>>A Taylor Jardine e o Jordan Eckes fazem aniversário em março. Ela dia 7 (amanhã!) e ele dia 24. Só para constar: eu também faço aniversário nesse mês. HUAHA


Veja também:
>>>Vídeo e informações do #NEXTGENERATIONFEST com We Are The In Crowd, A Rocket To The Moon e The Ready Set.

>>>Mais informações e notícias sobre a banda no Portal Watic

>>>Vídeo de versão acústica deles.

>>>Veja os outros Para quem gosta de música.

>>>Estamos postando mais fotos no Tumblr ao longo da semana.


TAGS: , , , , , , , , , , , ,

Mostre para o autor o que você achou Recomende:

MAIS CONVERSAS QUE VOCÊ VAI GOSTAR

2 comentários

  1. Não conhecia. Gostei do estilo.
    Vou procurar mais pra ouvir.

    Beijos!

    Arte Around The World

    ResponderExcluir
  2. Aee!!
    comecei a ouvir a banda ainda ano passado e gostei muito do estilo. vou no #NEXGENERATIONFEST e estou ansiosa pra saber o q eles acham do Brasil :)
    outras bandas nesse estilo é "You Me At Six" e "Tonight Alive"

    muito bom o post (:

    ResponderExcluir

Posts Populares

INSTAGRAM


Instagram

FALE COM A GENTE!

Nome

E-mail *

Mensagem *