animado Assistir

Indicações para quem procura felicidade

13.1.12Conversa Cult

"Para o primeiro mês do ano, nós decidimos aproveitar as sextas temáticas com aquilo que todo mundo deseja nessa época (amor, felicidade...). A cada sexta nós vamos nos juntar e criar um post com indicações em FilmesSériesLivros e Música dentro desses temas."
Hoje é sexta-feira 13 e nada melhor do o segundo tema escolhido ser felicidade (se é amor que você quer, veja o primeiro aqui). Sabe como é, na minha escola eu aprendi com um grande sábio que a melhor forma de encarar o bicho papão é rindo. Riddikulus!



>>>Filmes para animar (por Dana Martins)

Para começar, nada melhor do que fazer uma ponte com semana passada (a do amor) e indicar comédias românticas (aliás, você pode encontrar mais algumas lá). Primeiro, "A Verdade Nua e Crua" que, se você não viu, eu não sei nem o que ainda está fazendo aqui. Então, vamos ao próximo: "O Amor é Cego". Esse é mais antigo, mas muito bom ver o Jack Black perdido sem entender por que as cadeiras não aguentam sua linda namorada, Gwyneth Paltrow. Ainda vale a pena dar uma olhada em "Como Perder um Homem em 10 Dias", "Quando em Roma" e "Juntos Pelo Acaso".

Há aqueles mais femininos, mas que nem por isso deixam de fazer os homens rirem, como "Miss Simpatia", "Legalmente Loira", "Os Delírios de Consumo de Becky Bloom" (que deu origem a muito trocadilho no mundo literário...), "Vestida Para Casar" e "Noivas Em Guerra". Ou também aqueles mais masculinos, como "Se Beber Não Case", "Quero Matar Meu Chefe", "Um Parto de Viagem" e "O Virgem de 40 Anos".

Se, por acaso, o post da última semana te ajudou e não é nem com as amigas (ou amigos) que você vai assistir, também fizeram comédia para os casais: "As Loucuras de Dick & Jane", "Duplex", "Jogo de Amor em Las Vegas" e "Uma Noite Fora de Série".

É claro que criança também pode rir e desenho sempre tem um toque de humor, aqui indico "Shrek" e "Meu Malvado Favorito" (mas qualquer um que você pegue vai ser leve e te fazer sorrir). Também tem aqueles para mais adolescentes, como "S.O.S. do Amor" e "American Pie" (que a partir do Wikipédia você pode chegar às mil sequências que fizeram. Falando nisso, vem mais uma por aí.).

Esse é o dia que eu tenho orgulho de trazer filmes brasileiros (porque da comédia ninguém pode reclamar). "Os Normais", "Se Eu Fosse Você""Mulher Invisível" podem ser uma boa opção. No mínimo, você vai rir.

Alguns atores são marcados pelo gênero: Jim Carrey, Adam Sandler, Ben Stiller, Steve Carell e Amanda Bynes. Outra que tem um pézinho na comédia e pode valer a pena procurar seus filmes é a Emma Stone.

Não indiquei aqueles filmes de pura palhaçada tipo "Todo Mundo em Pânico", mas não esqueça deles se você gosta. Meu amigo deu ataque falando que também era obrigatório indicar "Borat". E vale a pena passar aqui para ver uma lista de 12 filmes antigos que só não entraram na lista porque não muito conhecidos.


>>>Séries  para animar (por Igraínne Marques)

Claro que as séries clássicas como "The Big Bang Theory" e "Two and a Half Men" não poderiam ficar de fora dessa lista. Apesar de serem conhecidas do grande público, não se pode negar que são programas infalíveis na arte de fazer rir e relaxar. Sejam nerds ou meros homens com problemas de convivência, ambas são programações divertidíssimas. Além disso, a presença do humor inteligente faz com certeza toda a diferença, vocês não acham?

E se antes o clima ficava para os rapazes, o que se pode esperar de garotas atrapalhadas? "2 Broke Girls" acaba de aparecer por aqui e já arranca grandes gargalhadas de muita gente. A história nos conta a rotina de duas garçonetes - Max e Carolina - que sonham em montar uma lojinha de cupcakes. Sendo terrivelmente diferentes, as duas têm diálogos incríveis, envolvendo desde ketchup a ex-namorados suspeitos. Outra série que também anda divertindo é "New Girl", estrelada pela Zooey Deschanel, de "(500) Dias com Ela".

Ainda entre os conhecidos, temos "The New Adventures of Old Christine", "The Office" e "How I Met Your Mother". Tendo protagonistas um pouco mais velhos, o humor se faz de maneira mais suave, mas é inegável que funciona. Christine é uma mulher de meia idade que tenta ao mesmo tempo cuidar de seu filho e resolver diversas complicações inesperadas em sua vida. Já "The Office" é, por outro lado, uma série que gira em torno de um escritório, contando o dia a dia dos funcionários de uma fábrica de papel. O gerente do lugar, Michael Scout, acredita seriamente que é o mais bonito da empresa e ainda é o melhor amigo (segundo ele próprio) de todo mundo. Por último, "How I Met Your Mother" é uma série que vem ganhando bastante espaço atualmente e até entrou no post da última sexta para quem gosta de romance, mas achei que devia seguir a dica da Dana e mencionar por aqui também, porque as tiradas do Neil Patrick são realmente ótimas (sério).

Além disso, não poderia ficar de fora a alegre - e divertidíssima - "Glee". Você com certeza já deve ter ouvido falar. Sendo um seriado musical, os episódios vêm recheados de música, danças e coreografias que fazem qualquer um se animar um pouco para tentar dar meio passo. A série fez tanto sucesso que foi parar na Globo (é sério, gente). E, tirando o clima musical, ainda temos pequenas lições de igualdade, já que percebemos que qualquer um (qualquer um mesmo) é capaz de dançar quando quer. Um verdadeiro show, não acham?
>>>Livros  para animar (por Paulo V. Santana)

Minha dica número 1 do dia é a trilogia de cinco (agora é de seis, na verdade) "O Guia do Mochileiro das Galáxias". O livro começa quando o mundo está prestes a acabar e Arthur Dent e Ford Prefect - um humano e um alienígena, respectivamente - sobrevivem e começam uma aventura no espaço. Pela minha descrição o livro pode parecer bobo, mas não é, juro! A série tem um enredo maravilhoso e é uma das melhores que eu já li, realmente vale a pena. O "Guia do Mochileiro" é composto por 5 livros escritos pelo famoso Douglas Adams e teve seu 6° volume - que foi escrito pelo autor da série "Artemis Fowl", Eoin Colfer - lançado recentemente no Brasil.

Você provavelmente está de saco cheio de livros de vampiros, né? Bem, eu também estou, mas super indico "Doce Vampiro" da Flynn Meaney. O livro é uma grande sátira à atual popularidade dos vampiros. Nele Finbar, o protagonista se aproveita de suas características físicas - ele é alto, magro e pálido - e de sua alergia ao sol para fingir que é um vampiro e... consegue! Eu li esse livro nas férias passadas e, nossa, me diverti MUITO. Aproveitando o tema vampiros indico também "Opúsculo - A paródia" que, como vocês já devem saber, é uma paródia do tão famoso Crepúsculo. Esse livro foi escrito pelo The Harvard Lampoon e o grupo vai lançar no próximo mês a paródia de Jogos Vorazes, "The Hunger Pains".

Outra boa indicação dentro desse tema é "Os Radley" do Matt Haig. O livro não é uma sátira aos vampiros, mas ele tem um pezinho no humor negro. A família-título é composta por abstêmios - como são chamados os vampiros não praticantes - e o livro tem vários trechos do "Manual do Abstêmio" - livro fictício feito para ajudar os vampiros que não vêem sangue há um tempinho.

Já que toquei no humor negro não posso deixar de indicar "Emily the Strange - Os Dias Perdidos" do Rob Reger e a série "Ardiloso Cortês" - a Galera Record anunciou que o quarto livro vai ser lançado em julho. No primeiro temos uma desmemoriada garota de 13 anos e no segundo o detetive esqueleto mais famoso da face da Terra. Os dois livros já são fantásticos pela própria história e o humor negro neles contido dá um complemento perfeito.

Para terminar essa indicação não podiam faltar os AUTORES que tem um estilo de escrita "engraçado", aqueles cujos livros são cheios de tiradas: Rick Riordan (séries "Percy Jackson & Os Olimpianos", "Os Heróis do Olimpo" e "As Crônicas dos Kanes"), Meg Cabot (séries "Diários da Princesa", "Desaparecidos", "Insaciável", entre muitas outras.), Daniel Handler/Lemony Snicket ("Desventuras em Série", "The Basic Eight" e "Why we Broke Up", entre outros livros), Maureen Johnson ("13 Little Blue envelopes", "Suite Scarlett" e "The Name of the Star") e Thalita Rebouças (série "Fala Sério", "Ele disse, Ela disse", entre outros livros).


>>>Músicas  para animar (por Rebeca Chaves, convidada e dona do Vibrasônico)
Agora você pode ouvir direto as músicas! É só clicar aqui e já ir ouvindo enquanto lê, ou sempre que você quiser um pouco de felicidade no seu dia. :)
É fato que a maioria das músicas que possuem uma batida forte animam (e muito) qualquer momento da vida. É por isso que começo as indicações com a música "Domino" da Jessie J. Com certeza a música vai te conquistar logo na primeira estrofe e você vai sentir vontade de cantar "I'm feeling sexy and free" com tudo. "Laserlight", também da Jessie J, vai te dar a mesma sensação. Sério, se você ouvir essas músicas e não sentir vontade de sair pulando e dançando, vá procurar um médico porque o caso é grave.

Falando em médico, o produtor de "Domino", Doctor Luke, produziu para outros artistas várias músicas com essa mesma pegada. Uma dessas é "Teenage Dream" da Katy Perry (mas também vale conferir "Peacock" e "Hummingbird Heartbeat"). Provando que o Dr. Luke entende de felicidade, também entrou para a lista "Party in the USA" da Miley Cyrus (escrita pela Jessie J!). Se tiver tempo, não deixe de ouvir "We Belong to the music" e o cover de "Girls Just Wanna Have Fun".

Mas não são só os artistas produzidos pelo Dr. Luke que têm músicas felizes. Nicola Roberts comprova isso com "Lucky Day" e "Beat of My Drum", que, de tão animadas, tocariam fácil numa pista de dança. Também não dá para deixar de fora (nem da playlist nem das pistas) "Titanium" do David Guetta com participação da Sia.

Se você chegou até aqui e está pensando que as bandas não sabem estimular a produção de endorfina, você está prestes a ser contrariado. A banda Cobra Starship vai abrir um sorriso no seu rosto com "You Make Me Feel" e "Good Girls Go Bad" (com a participação da Leighton Meester, a Blair de GG). Ainda entre as bandas da Fueled by Ramen, tem o Panic! At The Disco com "Ready to Go" (o clipe traz mais felicidade ainda. Brendon Urie dançando...).

Num post que indica músicas felizes, a trilha sonora de "Fame" não pode deixar de ser citada. É até difícil ficar parada assistindo o filme tamanha é a empolgação. "Fame", "Black & Gold" e "Get On The Floor" merecem atenção especial.

Agora é a hora de mostrar um outro lado das indicações. Músicas felizes podem ser aquelas que te trazem uma sensação boa, mas também podem ser aquelas que te fazem rir. Dentro disso, temos as paródias. Se você é fã de "Jogos Vorazes" (ou até se não for!) é obrigatório assistir a versão de "I Wanna Go" da Britney Spears. Os mesmos que fizeram essa também criaram uma de "Tonight I'm Lovin' you" com "Pokemon" (o clipe é melhor ainda). Se é das letras bem pensadas que você gosta, então você pode preferir a versão de "E.T" da Katy Perry que diz aquilo que todo mundo pensa.

E, para terminar, quando a autoestima estiver baixa, nada melhor do que Valeska, Restast e cia para te lembrar que você não é tão ruim assim (contra-indicado para pessimitas, que podem perder a fé no mundo).


TAGS: , , , , , , , , , , , , , , , ,

Mostre para o autor o que você achou Recomende:

MAIS CONVERSAS QUE VOCÊ VAI GOSTAR

5 comentários

  1. amei as indicações, estou precisando rir e nada melhor que colocar The big bang theory para assistir.
    bjos e bom fds

    Jack
    www.mybooklit.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Borat meu... certeza... qualquer dia val!

    ResponderExcluir
  3. Quero muito ver "New Girl".
    E adorei a dica de "Doce vampiro". Realmente, a onda de vampiros já deu no saco.
    Dicas anotadas!

    ResponderExcluir
  4. Só agora eu lembrei quem era Nicola Roberts! Era a garota do yo-yo que eu tinha gostado xD e as músicas dela nessa lista também me chamaram a atenção. Não sei não, os lançamentos do Pop/eletrônico ultimamente não têm me agradado muito, parece tudo muito igual pra mim. Se preciso de um médico? Hmm...

    Eu indicaria mais duas comédias: "Eu te amo, cara" e a brasileira "Saneamento Básico" (pouco conhecida, mas é com a Fernanda Torres e Camila Pitanga. Melhor comédia nacional que já vi!). E totalmente aprovo o humor do Riordan, ele me fez rir mil vezes com a série Percy Jackson e os Olimpianos!

    ResponderExcluir
  5. Boas dicas! Não vi a maioria dos filmes/séries, mas os que vi, concordo... Menos com a indicação de "Opúsculo". Odiei o livro e não ri - e eu queria muito, muito rir. Mas fazer o que.

    ResponderExcluir

Posts Populares

INSTAGRAM


Instagram

FALE COM A GENTE!

Nome

E-mail *

Mensagem *