CCAnálise colaborador

Stevonnie

15.2.18Colaboradores ConversaCult


Primeiro de tudo: Se você não assiste Steven Universo, você está vivendo sua vida de maneira errada. Aceite meu conselho e vá maratonar todos os episódios agora mesmo.

Bem, dito isso, precisamos conversar sobre uma das melhores personagens da série: Stevonnie. Na própria série, ela é uma experiência nunca antes vista. Pela primeira vez desde que se saiba, uma gem (Steven, que é apenas meio gem) se fundiu com um humano (Connie). As fusões, até onde sabíamos, aconteciam apenas entre duas gems.

Uma coisa importante para lembrarmos que é as fusões de Steven Universo são fruto da intimidade, cumplicidade e sintonia entre dois seres. Elas podem indicar uma forte amizade (Steven e Ametista formando Quartzo Fumê), um relacionamento estável (Rubi e Safira formando Garnet), um trabalho em equipe (Pérola e Ametista formando Opala) e até mesmo um relacionamento abusivo (Jasper e Lapis Lazuli formando Malaquita). A relação de Steven e Connie é de bastante cumplicidade e amizade e, sim, há uma dica de romance em curso entre os dois, mas não é algo que é o centro da relação deles. O mais importante de tudo é que a Stevonnie representa os dois caminhando juntos para a vida adulta. Em quase todos os episódios em que vemos Steven e Connie se fundindo, uma grande lição é aprendida por eles.


Logo na primeira vez em que se fundem, Stevonnie conhece Kevin, um garoto que se encanta por aquela pessoa, mas não consegue ouvir um "não" quando a chama para dançar. Passados muitos episódios, ao falar do rapaz, tanto Steven quanto Connie demonstram ter ficado muito constrangidos pela atitude invasiva do rapaz. Eles aprenderam, então, o valor da consensualidade.

Mais tarde, ao reencontrar Kevin e participar de uma corrida de carro contra ele, Steven e Connie percebem que estão usando aquela experiência para tentar uma revanche e superar emocionalmente o dano que Kevin os causou no primeiro encontro. Eles se dão conta que, naquele momento, sua união não era sobre eles, mas sobre o próprio Kevin. Este episódio, então, ensina às crianças o real valor daquela reação. Sabemos, então, que Stevonnie só passaria a ser formada quando Steven e Connie quisessem ser Stevonnie, e não por qualquer outro motivo.

Em outra ocasião, tivemos a primeira vez em que a estabilidade da fusão de Stevonnie foi testada. A princípio, Connie se sentia culpada após ter acidentalmente atacado um rapaz em sua escola. Depois, Steven se sentiu culpado por todas as vilãs que ele teve que derrotar e, consequentemente, causar sofrimento. Com ajuda de Garnet, eles percebem algo fundamental em relacionamentos: Não conseguimos nos manter em um relacionamento estável, saudável e seguro se, antes, não estivermos bem com nós mesmos. (Esse episódio, inclusive, é maravilhoso, porque ensina crianças a lidar com crises de pânico e ansiedade! <3)

"Ouça, você não é duas pessoas e também não é uma só"
Por fim, após um arco no qual Steven e Connie estiveram brigados por cinco episódios, os vemos mais unidos do que nunca para um grande desafio: Stevonnie ficou presa por um longo tempo em uma lua desconhecida, cheia de monstros e perigos. Neste episódio, pela primeira vez na série, não vimos Steven. Do primeiro ao último segundo de "Jungle Moon", só tivemos Stevonnie. Mesmo com todo o medo, todos os perigos e incertezas, em nenhum momento a fusão se mostrou instável. Isso nos mostra que momentos difíceis são capazes de fortalecer relações e que são nessas horas que podemos e devemos contar mais do que nunca com aqueles que amamos. Isso, claro, não poderia ter sido possível sem o arco anterior, que fez com que Steven entendesse melhor os sentimentos de Connie e permitisse que Connie expressasse para Steven tudo o que sentia e esperava do amigo.

Mas não é apenas pelas lições ensinadas que Stevonnie é tão interessante e especial para o público. Além de ser única no universo da série, a personagem é pioneira na televisão, especialmente em se tratando de uma série para o público infanto-juvenil. Vou explicar:

Stevonnie sempre foi vista pelos fãs como uma mulher. Apesar de despertar o interesse de rapazes (Kevin) e moças (Sadie, brevemente), e do uso de pronomes neutros ingleses They/them, a personagem sempre foi considerada feminina pela maioria dos fãs. Porém, em "Jungle Moon", com o passar do tempo naquela lua desconhecida, sobrevivendo, Stevonnie desenvolve uma barba rala. Sabe o que isso significa? Que sem precisar de grandes explicações, teorias e tudo o mais, Steven Universo nos trouxe uma personagem intersexual (que tem características físicas e biológicas de ambos os sexos) e também não binária - mesmo que a personagem prefira o pronome feminino. Curiosamente, isso ficou claro para o público apenas um episódio depois de a série ter sua primeira personagem dublada por uma pessoa não-binária: a drag Jinkx Monsoon, vencedora da 5ª temporada de RuPaul's Drag Race, dublou a vilã Emerald (Esmeralda, em português).

Em uma série que fala tanto da importância da empatia, do respeito e da liberdade de ser quem você realmente é, ter uma personagem como Stevonnie é uma grande lição para todos nós.



***

Sobre a autoria: Renan Wilbert é jornalista e administrador da página “Igreja de Santa Cher na Terra”. Nascido e criado no Rio de Janeiro, procura utilizar sua escrita para tratar de temas como a igualdade, autoestima e sociedade.

TAGS: , , , , , ,

Mostre para o autor o que você achou Recomende:

MAIS CONVERSAS QUE VOCÊ VAI GOSTAR

0 comentários

Posts Populares

INSTAGRAM