Angelina Jolie bissexual

VAMOS FALAR SOBRE BISSEXUALIDADE

23.9.15Dana Martins


Na foto: Atriz bissexual com bandeira bi nos olhos. Faz meio milênio que eu to pra escrever esse post, aí fui informada que dia 23 de setembro é dia da visibilidade bissexual! Então vamos aproveitar pra entender o que isso é, como "funciona" e principal: COMO EVITAR O APAGAMENTO!

Qual é a definição de bissexualidade?

A pessoa bissexual tem atração sexual, romântica ou comportamento sexual por pessoas de mesmo gênero e outros gêneros. 

Bissexualidade é uma orientação sexual - descrição da forma de como algumas pessoas se sentem atraídas sexualmente por outras. Tipo pansexual, heterossexual, assexual, homossexual. 

É isso. Simples assim. O site The Bisexual Index fez até um checklist pra saber se você é bissexual: "Pensando sobre as pessoas que você sentiu atração, até agora na sua vida, todas elas eram do mesmo gênero?" Se a resposta for "não" você pode ser bissexual****.

Eu quis colocar a definição dessa orientação sexual da forma mais simples possível, porque não é muito difícil - a pessoa namorou uma garota, depois um garoto... ela pode ser bissexual. A pessoa sente atração por mais de um gênero. Ela pode ser bissexual. Você sempre teve relações com pessoas de um gênero, mas apareceu AQUELA pessoa de um gênero diferente que te chamou atenção - você pode ser bissexual. 

Nas horas vagas, bissexuais usam a invisibilidade para comédia (x)

A cantora Halsey é bissexual e ela fez duas versões do clipe de "Ghost" - em uma o par romântico é uma mulher, em outra é um homem. Ela não tá sendo lésbica em um e hétero no outro, ela é bissexual o tempo inteiro. Até a última vez que eu vi, ela está solteira agora - ainda é bissexual. Parece que os dois últimos namorados dela foram homens - ainda é bissexual. 

aqui é a Halsey sendo bissexual 

aqui é a Halsey ainda sendo bissexual 
aqui é ela continuando a ser bissexual (gostar de queijo quente é opcional) 

Aqui é ela sendo incrível mesmo  (mas também bissexual)

Tradução:
"Você é bi porque você quer que o Tumblr te aceite?"
"Eu sou bi porque eu sinto atração por mais de um sexo. Não seja babaca."

Algumas pessoas falaram que não entendiam bem a ideia de ser bissexual, mas eu não sei como ser mais simples que isso. O que tem pra não entender? Você ainda tem alguma dúvida? Pode perguntar que eu respondo.

Breve babado sobre a definição de "bissexual"

Se você pesquisar, você vai encontrar algumas definições diferentes de bissexualidade. Algumas vão dizer o clássico "é alguém que gosta de garotos e garotas!" (isso é o que você encontra na maioria dos dicionários) ou "é a pessoa que gosta dos dois", mas não é como muitas pessoas bi se enxergam. Você sabe o que são pessoas não-binário? Que não se identificam nem com o gênero feminino nem masculino? Ou pessoas intersexo. Enfim, o ser humano existe em muitos gêneros e formas além das duas caixinhas "perfeitas" em que tentam encaixa-lo, e a redefinição de bissexual abre espaço para dizer que a pessoa pode se sentir atraída por pessoas fora dessas duas caixinhas também.

Talvez a forma mais direta de pensar bissexualidade é pensar que é a atração por mais de um gênero.

"Não precisa ser ao mesmo tempo, do mesmo jeito, ou no mesmo nível (...), VOCÊ É BEM-VINDO NA COMUNIDADE BI." (x)


FORMAS DE SER BISSEXUAL (tem preferência???)

Uma das dúvidas que eu vi sobre ser bissexual é se era real essa "coisa de ter preferência", no sentido de que você poderia se sentir mais atraído por homens do que mulheres, ou coisa assim. A resposta curta é: SIM. É REAL. Acho que o pessoal imagina que é algo perfeitinho fechadinho do tipo "ok, bissexual, SENTRE ATRAÇÃO POR HOMENS E MULHERES O TEMPO INTEIRO. TODO MUNDO. SEM DÚVIDA. QUALQUER UM." - mas isso nem faz sentido. Pessoas bi são como qualquer outra que podem gostar de certas pessoas e não de outras.

Elas também podem sentir mais atração por um gênero determinado. Eu não diria que é uma "preferência", porque ninguém escolhe preferir se sentir atraído por algo ou alguém, 

A atração também pode ser de formas diferentes. Tipo, sentir atração sexual por todos os gêneros, mas romântica só por um. Ou sentir atração por tudo, mas decidir ter relações só com um. Ou até passar um tempo sentindo atração sexual só por um gênero ao ponto de até duvidar se sente algo por outro, mas ainda se identificar como bissexual.

Tradução:
"Você não vira gay de repente." - "Você fica em algum lugar do espectro. Tipo a Escala Kinsey."
"Eu gosto de garotas gostosas e eu gosto de garotos gostosos." "Eu gosto de gente gostosa."


Já vi várias vezes no tumblr pessoas falando tipo "eu sinto atração por garotas e garotos, mas só gosto de namorar garotas", ou "nossa, fazia anos que eu não gostava de nenhum garoto, mas encontrei um ontem...". Então, é, você pode ter passado a vida inteira só sentindo atração por um gênero e tendo relações com esse, mas aí encontrar alguém do mesmo gênero e gostar. 

A definição de bissexualidade está aí para mostrar que você existe e o que você sente é real, não importa como seja. :)

Um texto que eu encontrei no tumblr outro dia:

"Eu amo de verdade o quanto a comunidade bi aceita as pessoas.

Tipo, se você é alguém bissexual? Incrível. Você é birromântico? Ainda incrível. Tem algum preferênciazinha? Você ainda pode ser bi. Tem uma preferência significante? Você ainda pode ser bi. Você gosta de mais de dois gêneros? VOCÊ AINDA PODE SER BI. 

Assexuais birromânticos, bissexuais homorromânticos, birromânticos bissexuais, birromânticos heterossexual, bissexuais panromânticos. Todos vocês, e mais, são aceitos na comunidade bi." (fonte)

Tradução:
"Ela é gay agora?" 
"Eu vou me adiantar e assumir que um dos problemas aqui é a sua necessidade de dizer que alguém é exatamente alguma coisa." 

****Vale lembrar que pansexualidade também é uma atração sexual/romântica, que define atração por todo tipo de pessoa (saiba mais aqui). Não quero falar disso hoje pra não misturar os assuntos, mas se você se enxerga como "Basicamente, gosto de pessoas", vale a pena dar uma olhada na definição. Quero post sobre isso também no CC - se você é uma pessoa pan e quer aumentar a visibilidade, saiba que o CC está aberto para autores de fora! 

(e se você for bissexual também, né, por favor) (quanto mais gente escrevendo melhor)

No fim do dia, você se identifica com o que se sente mais confortável, mas é importante saber que bissexuais existem e que essa é uma opção!

DICA RÁPIDA DE VISIBILIDADE BI!

Sabe, é importante lembrar que o modo que você escreve/fala influencia no apagamento. Quando você pode acabar fazendo isso? Falando do "casamento gay", por exemplo. É casamento entre pessoas de mesmo gênero, algumas delas são bissexuais ou pansexuais ou assexuais. Eu também evito usar descrições como "um casal gay" pra falar de um casal com pessoas de mesmo gênero. Outra forma de lembrar que existem mais sexualidades também é não assumir que uma pessoa em uma relação é hétero ou homo. Se você é escritor: por favor, mais homens bissexuais. E sempre usar LGBT+ pra falar do movimento... LGBT+

LINKS
Alguns bissexuais famosos.
Tumblrs sobre Bissexuais
Textos sobre LGBT+ no ConversaCult

desenho do ilustrador de quadrinhos Kris Anka em homenagem à semana de visibilidade bissexual (fonte)
Super-heróis na imagem: John Constantine, Mulher Gato, Mulher Maravilha, Psylocke, Mística e Prodígio 

conversinha bi!

TAGS: , , , , , , , , , , , , , ,

Mostre para o autor o que você achou Recomende:

MAIS CONVERSAS QUE VOCÊ VAI GOSTAR

27 comentários

  1. Já disse que estou amando essas discussões por aqui né? Mas não custa repetir.

    Então, fiquei encucada com uma coisa: bi não seria mesmo aquela pessoa que gosta de garotas e garotos? Porque se você coloca não-binários na equação, já muda pra pansexualidade, não? Esse era o meu entedimento.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nossa, fui lendo outros links e a coisa é muito mais complicada do que parece. Em um dos posts antigos, rolou uma discussão nos comentários que me deu até medo.

      Excluir
    2. HUAHUHAUAHUAHA a gente falou umas coisas muito erradas no passado. :( eu fico em dúvida entre mudar os posts, mas também acho importante mostrar que é ok não saber e buscar aprender superando isso

      Excluir
    3. Andrea <3 (respondendo o comentário de cima agora)

      Então, até ontem pesquisando sobre isso era pareceu uma resposta simples e fácil. Você consegue separar as coisas em duas caixinhas lindas. PORÉM.
      1- não é como todas as pessoas bi se identificam e eles podem definir a própria sexualidade do jeito que eles quiserem, né?
      2- é bonito, mas não reflete a realidade. Bissexualidade é mais do que eu "gosto de garotos e garotas", aliás, sexualidade é muito mais do que "eu gosto disso". É algo fluido cheio de partes. Você tem, por exemplo, a parte da atração romântica em jogo. Você tem gente que só sente atração sexual depois de um vínculo romântico. Ou gente que até sente atração sexual pelos dois gêneros, mas só consegue se envolver romanticamente com um. Você tem esses graus do quanto a pessoa se sente atraída. E, ainda, a atração pode se vincular a algo além do gênero, de modo que se vamos ter uma conversa sincera, ninguém tem uma sexualidade 100% consolidada. E aí que se você sente atração por todo mundo, mas gosta muito mais de um, onde é que você fica? Se você de repente na vida encontra UMA pessoa que te faz sentir coisas diferentes, onde é que você fica? Ou aquelas pessoas que dizem "eu viraria gay por fulano" - talvez elas sejam bi e nem saibam porque não sabem que é possível? Acho que a bissexualidade é um guarda-chuva pra "não é só um, não. mas pera, também não é todo mundo!" Ou seja, mais de um gênero, mas não necessariamente todos (pan).

      3- De certo modo, também é mais do que isso e tem a ver também com questões de identidade (qual grupo eu sinto que faço mais parte? muita gente que poderia ser descrito como bi se assume gay ou outra coisa) e questões históricas dos termos. Verdade seja dita: heterossexual. homossexual e bissexual são termos definidos em uma época que partia do princípio de que você só pode ser mulher ou homem e tudo é 100%. São termos binaristas e até transfóbicos, mas ok, é o que nós já temos e eles podem mudar o significado como a definição de bissexual nos mostra. Mas a questão é que bissexual continua sendo a primeira orientação sexual quando você pensa que não quer se limitar a ter relações com um gênero. Já vi muita gente bi que não sabe responder a pergunta "por que você não é pan?", se é que a pessoa sabe o que é pan.

      Eu ainda to aprendendo melhor as diferenças entre pansexualidade e bissexualidade (o problema: varia muito de onde você vê falando e o que cada pessoa entende por cada um, então dificulta um pouco definir sem excluir uma perspectiva).

      Enfim, acabei indo embora na explicação, mas espero que isso ajude a pensar um pouco melhor. Posso falar mais se tiver dúvidas. :)

      Excluir
    4. "eu fico em dúvida entre mudar os posts, mas também acho importante mostrar que é ok não saber e buscar aprender superando isso"
      EXATAMENTE. E isso foi o que mais me assustou na tal discussão. A impressão que eu tive é que o comentário se resume a: as pessoas "de fora" não deveriam discutir o assunto; deixa pra quem é "de dentro". E isso te faz ter receio de comentar e errar (ou não) e ser linchada.

      Então, quanto a sua resposta (<3): sim, me ajudou a pensar um pouco melhor. Acho que o meu problema (que venho tentando mudar) é querer encaixar tudo em uma definição, em uma caixinha bonitinha com lacinho em cima. Essas coisas mais... como dizer? abstratas?... ainda se embaralham no meu cérebro e eu fico tentando entender tudo e classificar tudo e achar um lugar pra tudo.

      E Lorena, valeu pelos links. o/

      Excluir
    5. Adriana eu entendo vc, mas estou mudando, tentando abrir mais minha mente e conseguindo, como a Dana falou no texto (eu acho) as coisas não são preto no branco, não dá pra sair falando "gosta de menina é isso, de menino é aquilo, você é menina e você é menino" Não, não é assim.
      Tb concordo com a parte do linchada, fico feliz q até hoje aqui no cc foi-me permitido falar merda e crescer, pq se a pessoa que me ensinar algo sendo agressiva, vai ficar falando sozinha, eu viro as costas, e no fim ela não ajuda ninguém e nem trás pra causa, só afasta todo mundo.

      Excluir
    6. Adriana eu entendo vc, mas estou mudando, tentando abrir mais minha mente e conseguindo, como a Dana falou no texto (eu acho) as coisas não são preto no branco, não dá pra sair falando "gosta de menina é isso, de menino é aquilo, você é menina e você é menino" Não, não é assim.
      Tb concordo com a parte do linchada, fico feliz q até hoje aqui no cc foi-me permitido falar merda e crescer, pq se a pessoa que me ensinar algo sendo agressiva, vai ficar falando sozinha, eu viro as costas, e no fim ela não ajuda ninguém e nem trás pra causa, só afasta todo mundo.

      Excluir
    7. Andreia desculpas, por algum motivo meu celular mudou seu nome para Adriana e só vi agora.

      Excluir
    8. Andrea, acho que não é um "problema" particular seu. É justamente essa a importância dos rótulos! Eles são caixinhas pra gente entender o abstrato. O problema mesmo é que a gente considera a existência de só duas caixinhas, enquanto tem muuuito mais e em vez de trazer essas novas caixinhas pra mesa, a gente quer tirar as "coisas" que estão nelas e enfiar naquelas mesmas duas. Leva um tempinho pra se organizar. :)

      Esse problema do "de fora" não poder discutir: é que entre as minorias esse é um assunto muuuuito sensível. Por que? Você sabe o significado de "minoria"? tem um post sobre mulheres e isso que eu fiz aqui no CC. A questão é justamente que a minoria não tem o poder de voz pra controlar a própria narrativa. Por acaso, eu acabei de salvar aqui um post no tumblr que é um exemplo disso "Contexto histórico é importante (...) A comunidade bi em si teve pouca influência na formação da palavra [bissexual]"
      http://angrybisexuals.tumblr.com/post/126621265257/historical-context-is-important-so-its-critical

      Os termos "bissexual", "homossexual", os significados, explicações, etc - foram criados por gente que não é. E, como a gente vive numa cultura heteronormativa (como se só existe e fosse certo ser hétero), normalmente as pessoas falam e não são ouvidas. Bissexuais: eu me sinto atraído por mais de um gênero. Mídia: fulana virou lésbica. Bissexuais: EU EXISTO. Mídia: fulana tava vivendo só uma experiência.

      To com sono HUAHAUH mas o que eu quero dizer é: se você chega de fora e quer dizer como as coisas são, como você não tem a perspectiva em primeira mão corre o risco de estar falando besteira e sobrepor a verdade da pessoa. Por isso os bissexuais brincam com a ideia de invisibilidade. Porque eles lá "to aqui" e as pessoas "não" e o não fica. então é muito importante prestar atenção na voz da própria pessoa.

      Excluir
  2. Dana amei o texto, e já que vc falou q podiamos pedir coisas, vou pedir, mas antes vou fazer uma introdução pq sou dessas.
    Eu sempre fui uma pessoa curiosa e que gosta de aprender, e sempre me interessei por sexualidade humana, mas eu não sabia nada de nada, comecei a visualizar as questões de lgbt+ aqui no cc e agradeço a vcs por isso, mas muita coisa ainda é um pouco confusa pq eu (1) não sei onde pesquisar, (2) não tive respostas básicas. Quanto começa a se falar muito de um assunto, as pessoas começam a partir do pressuposto q vc sabe o básico e falam de maneira específica, mas as vezes precisamos de uma explicação didático, o beaba de tudo. Então aqui estou eu, pedindo mais matérias sobre lgbt+, e já que to pedindo vou continuar, mais matérias sobre feminismo, o beaba, o básico, q definição do dicionário.

    Obrigada, amei o texto, etc e tal.
    Ps:estou escrevendo pelo celular, provavelmente vai um monte de erros, desculpas desde já.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. HUAHUAHUAH taiany <3 Esse seu comentário é muito MUITO bom e o que eu queria! Um dos meus maiores problemas escrevendo esse texto aqui é que eu não tinha como saber o que a pessoa sabia pra poder explicar. Você viu os textos desde o início? Porque no início do mês LGBT+ eu não sabia: nada. E fui descobrindo através dos próprios textos. Mas se eles ainda não fazem sentido, você pode perguntar!

      Aliás, não aprenda sobre essas coisas HUAHUAH eu preciso de você. Eu preciso da visão de alguém que tá por fora pra saber o que é considerado o beaba, como explicar. Vamos conversar! Aqui ou em privado. Aqui nesse texto teve alguma coisa confusa? Alguma dúvida?

      Excluir
    2. Já ia te chamar no privado, mas lembrei "a dúvida de um pode ser a dúvida de todas", então vamos lá.
      Achei esse texto muiiiito esclarecedor, e a unica dúvida que fiquei era a mesma da Andrea, sobre pan, e vc conseguiu me responder, respondendo a ela, um item riscado da lista. HAHAHAHAHHA
      Eu li TODOS os textos sobre LGBT+ aqui do CC.
      O que ainda é um pouco confuso para mim são as "classificações" (não tinha outra palavra para usar), sobre Assexualidade, e tb seria legal uma recapitulada sobre orientação, identidade e gênero biológico, se tiver mais alguma coisa ai tb, para ver se sei ou se acho que sei alguma coisa.

      Excluir
    3. Me indique lugares para ler sobre o assunto, se vc souber, em português de preferencia.
      Obrigada desde já. XOXO

      Excluir
    4. Vou me meter, porque, né? Nesse quase 1 ano falando com a Dana, nunca vi ler coisa em português, quanto mais indicar...

      Vou deixar uns links aqui:
      Não vou indicar o Lugar de Mulher, porque sei que já conhece, mas basta dar uma procurada nos blogs feministas por "sexualidade" ou algum termo mais específico (como bissexualidade, bifobia, lesbofobia, homofobia, homossexualidade, pansexualidade, lesbiandade, lgbt, assexualidade, assexual) que vai encontrar um monte de coisa.

      Esse é da Daniela Andrade, trans e militante do movimento, o link é praticamente um glossário sobre questões de gênero.
      http://www.alegriafalhada.com.br/o-que-e-alegria/

      Blogueiras Negras - resolvi postar o site direto, porque os posts em destaque hoje já são sobre bissexualidade e tudo com recorte de raça, mas mesma coisa: é só procurar por sexualidade.
      http://blogueirasnegras.org/

      Ativismo de Sofá - blog feminista também, é só procurar pelas palavras específicas, mas to indicando porque tem várias indicações de outros blogs no lado direito, não apenas feministas, mas de questões trans, lgbt+, maternidade...
      http://ativismodesofa.blogspot.com.br/

      Blogueiras Feministas - já com a pesquisa por "sexualidade"
      http://blogueirasfeministas.com/?s=sexualidade&submit=Pesquisar%E2%80%A6

      Ovelha Mag - Um post bem pessoal sobre bissexualidade
      http://ovelhamag.com/dia-da-visibilidade-bissexual/

      Assexualidade.org - FAQ (perguntas frequentes) sobre assexualidade
      http://www.assexualidade.org/faq

      Blog maravilhoso da Jéssica Ipólito sobre lesbianidade, racismo, feminismo, gordofobia e padrões de beleza
      http://gordaesapatao.com.br/

      No final das contas não tem muito segredo, basta Google + qualquer coisa que queria saber, pode tacar um br no fim (exemplo: assexualidade br, o segundo link é o que indiquei mais acima). O negócio é saber filtrar. E é sempre bom perguntar pra quem faz parte do espectro LGBT+ também. :)

      Excluir
    5. Lorena obrigada pelos links, vc foi show. Eu já procurei no Google, mas tava difícil, só achava coisas muito elaboradas, no momento qto mais simples melhor pra mim. O lugar de mulher é blog do meu coração, pq é simples e direto, e mesmo assim consegue dizer tudo q se propôs a dizer.

      Lerei todas as indicações, vc foi uma flor.

      Excluir
    6. Obrigada por perguntar aqui, Taiany <3 e muito feliz que você leu todos!!! Eu não entendi direito o que você quer dizer com classificações. No resto: eu ainda estou aprendendo muita coisa. Tanto que teve o mês LGBT+, aí depois eu falei um pouquinhoo de pessoas transgênero e agora vou cobrir a bissexualidade. Mas eu quero passar por cada orientação sexual, forma de relacionamento e essas descrições. Faz meses que eu to numa pesquisa sobre o conceito de gênero acumulando informações pra escrever sobre. Ou seja: eu ainda não me sinto segura pra escrever um texto sobre tudo como eu fiz esse de bissexualidade ou o de pessoas transgênero.

      Minha ideia é que depois que eu fizer tudo isso, eu vou repassar os conceitos principais (tipo consertar muita merda que eu disse nos primeiros posts).

      Assexualidade: não sentir atração sexual. de uma maneira beeem bruta: desejo de ter interações sexuais com outra pessoa. tipo você olha uma pessoa gostosa e "hummm na minha cama!" ou a pessoa te toca e você fica estimulado. a pessoa assexual não se sente assim. agora, como ela lida com isso, é pessoa. tem pessoas assexuais que gostam de fazer sexo, outras que têm horror, outros que tanto faz. E isso nem é 100%, tem gente que sente alguma coisa, mas se define como ace (o apelido bonitinho do assexual) porque não tem interesse em fazer.

      Orientação sexual: A forma descritiva de como essa atração sexual (isso que eu descrevi que os assexuais não têm) funciona. Homossexual - elas se sentem assim com pessoa do mesmo gênero. Pansexuais - se sentem assim com pessoas de todos os gêneros.

      Identidade sexual: são as mesmas que orientações sexuais! só que aí entra o significado cultural, o que representa. quando você diz que alguém se "assumiu" algo, você tá dizendo que ela assumiu uma identidade sexual. por exemplo, eu posso até sentir atração pelos dois gêneros, mas me identifico como gay porque to bem aqui, não tenho interesse em ficar com outro gênero, sinto mais atração pelo mesmo gênero, etc, etc. as razões dessa diferença são muitas - às vezes medo de assumir um """Rótulo""", o estigma da orientação social na cultura, a maior identificação com "cultura"/grupo de de certa identidade.

      Orientação e identidade se misturam muito, mas aprender os dois significados pode ajudar a entender por que as pessoas agem de certas formas e entender a dimensão do valor "cultural" de um termo.

      Gênero biológico - não existe.

      Sexo biológico - é uma definição baseada na sua parte física (órgão sexual, cromossomos e outras variedades físicas). As duas mais comuns são os chamados "fêmea" e "macho", mas existem diversas outras combinações em que essas características podem aparecer - as pessoas assim são chamadas de intersexo. indico assistir faking it, porque tem uma personagem assim lá.

      aliás, indico MUITO assistir faking it, porque é uma comédia colegial comum de jovens vivendo a vida, mas trata questões LGBT+ muito bem e aquilo lá é um monumento à fluidez sexual. sério, assista. é a forma mais divertida de aprender sobre tudo isso.

      Gênero - Ok, isso aqui é muito mais complicado e nem eu sei direito. Mas tentando falar de modo mais simples: feminino e masculino são considerados gêneros. eles foram inventados baseados nessas duas formas mais comuns de sexo biológico. é como se todas as características dos seres humanos fossem divididas em dois lados e associadas a um desses dois sexos. Enfim, até que ponto isso é algo real de um senso interno de quem você é e até que ponto isso é uma construção social imposta na gente? A única coisa certa aqui é que a noção de gênero não depende da sua parte física, tanto que eu disse que não existe gênero biológico. em outras palavras, você ter ovários não determina o seu gênero.

      eu sei que tem mais coisa pra falar, mas talvez isso seja o bastante por enquanto. qualquer dúvida, pode perguntar.

      Excluir
    7. sobre indicação: a lorena falou bastante em português. eu normalmente leio mais em inglês mesmo, porque é o que eu tenho contato (eu vivo no tumblr, então aprendo muita coisa por lá mesmo. e é interessante porque mais do que textos falando como é, são normalmente pessoas dividindo a própria perspectiva. "aconteceu x comigo", "odeio quando fazem isso", "lembre de tal sexualidade", "lista das orientações", "as pessoas confundem isso com isso. mas é tudo em inglês mesmo. :( e normalmente pesquiso em inglês sobre os assuntos porque tem mais informações e mais fontes confiáveis.)

      A dica que eu posso dar, além de assistir Faking It, é pra você encontrar uma forma de entrar contato. Siga todos esses perfis nas redes sociais. Se aproxime de pessoas que falam sobre esses assuntos. Sexualidade e orientação sexual não é um "Coisas Curiosas do Mundo" - é a nossa realidade, acontecendo aqui e agora. com você e todas as pessoas que você conhecendo

      Excluir
    8. Tentei ver Faking it, vi uns eps, mas não me prendeu como série. Obrigada pelas respostas, e já salvei os links que a Lorena mandou para ir lendo. Sobre classificação eu coloquei assim pq não pensei em uma palavras melhor, e provavelmente essa palavra tá muito errada, mas eu estava falando sobre ace ( é fofo mesmo) romântico (?), não romântico (?), eu já li sobre mais não to lembrando o nome e acho q to me enrolando, espero achar as respostas nos links.
      As coisas que vc falou eu sabia, mas foi bom ver que eu não tava tão errada. E sobre o "gênero biológico" sempre chamei assim, , não sabia q ba verdade isso não existia e o nome era outro.
      Eu provavelmente uso muitas palavras erradas e/ou ofensivas, isso é um dos mais difíceis, pq é basicamente não saber ql a palavra usar, mas convivendo com as pessoas, estou aprendendo, e tb estou disposta a pedir desculpas. Por exemplo, chamar uma pessoa que se identifica como feminina de ele, e a pessoa ficar chateada, então eu me desculpo e pergunto como ela gostaria q eu me referi-se a ela. E acho que assim a gente vai aprendendo a conviver. Concordo com vc, não é um aprender sobre, e sim, um entender o outro, para que não nós machuquemos por falta de informação.
      O que me entristece é qdo ninguém quer falar sobre, mas enqto houver gente escrevendo, falando e discutindo, vai haver gente lendo, entendendo, se redescobrindo ser pensante.

      Excluir
    9. que pena :( HUAHAUHUAH mas enfim, o importante é que na série mostra a Amy, que tá de boa na vida e de repente percebe que sente atração pela melhor amiga, aí tenta fugir disso ficando com um garoto (não sente nada) e com garotas (não sente nada), porque ela tá apaixonada pela melhor amiga e aí tenta a amiga, mas a amiga não sente o mesmo. depois disso, ela acaba saindo com um garoto que ela sente atração, depois uma garota (só ficar) e no fim encontra uma outra que ela gosta mesmo e quer namorar. então acompanhando a série você vê de perto isso da pessoa se sentir atraída, não se sentir atraída, e como não é POR TODO MUNDO e não tão simples assim, e como é super natural sentir atração por mais de um gênero.

      A questão de romântico é outro tipo de atração. (no caso da Amy ali, ela tinha atração sexual e romântica pela amiga!) (pela garota que ela só ficou, era só sexual) Eu ainda to aprendendo mais sobre a romântica, mas o nome já indica muito, é uma atração "emocional" e o tipo de coisa que faz você ter vontade de fazer coisas românticas com a pessoa em si. E atenção! Não são só as pessoas assexuais que são assim. Assim como nós temos atração sexual, nós temos atração romântica (fora os arromânticos, que eu imagino que sejam tipo os assexuais da atração romântica) E é por causa desse tipo de atração, por exemplo, que não significa que por a pessoa ser assexual que ela não vai querer namorar ou gostar de alguém. O que ela não sente é só esse ~desejo~ de fazer coisas sexuais.

      Aqui no texto tem coisas tipo "bissexuais homorromânticos" - é a pessoa que sente atração sexual pelos dois gênero, mas atração romântica por um gênero só. normalmente isso significa que a pessoa vai olhar e ter desejo, até ter relações sexuais, com pessoas de mais de um gênero. mas na hora de namorar mesmo só tem vontade com pessoas de um gênero específico.

      Isso de gênero biológico é algo comum, porque verdade seja dita: não existem definições tããão oficiais assim de sexo e gênero, e o senso comum é transfóbico.

      E aqui um detalhe: presta atenção nisso de "se identifica como feminina", minha impressão foi de que é uma pessoa que escolheu usar o gênero feminino, enquanto a pessoa transgênero ela é do gênero feminino (e mulher), mas teve o corpo do sexo masculino.

      E sério, vocÊ <3 <3 <3 muito obrigada por comentar aqui e se interessar e perguntar, taiany. e fico feliz de saber que o cc pode ajudar nisso :'D

      Excluir
  3. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  4. Dana, pessoal... O Jon Constantine é bi? Sério? Sério mesmo?
    A Psylocke é bi? Sério? MESMO?
    Gente, me atualizem. Estou catatônico.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, pelo menos é o que esse ilustrador e a internet disse. Aqui ele em outra lista também:
      http://harbingerloki.tumblr.com/post/129776691232/silentconventionalweapon-gayscifiguy-in

      A única desses que eu sei que não é canon é a Mulher Maravilha, e os únicos que eu sei 100% que são canon são a Mística, Mulher Gato e o Prodígio

      Excluir
    2. topei com umt exto hoje e: todos, menos a mulher maravilha, são bissexuais oficialmente (no canon)!

      Excluir
  5. Nossa Dana que legal esse post. Acho cansativo esse negócio de rótulos, mas aprendi que por hora são bem necessários em termos de representatividade e busca por direitos igualitários.

    O que mais gostei em sua definição foi basicamente a clareza. A pessoa bi pode ter preferências e "gostar" de formas diferentes com diferentes gêneros. Por exemplo, antigamente minha definição era de que para a pessoas serem consideradas Bi elas precisavam gostar na mesma intensidade, mas com o tempo, pesquisando sobre o assunto eu ficava a pensar: "- isso não deve ser engessado" e você vem e explica tudo claramente, e eu logo penso: "- Caraca, eu não estava errado!".

    Bom é isso, muito bom poder ler sobre esse assunto.
    Beijo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se você pensar, cada palavra que nós usamos é um rótulo. Ela é só uma forma de entendermos algo mais. A gente não reclama de chamar refrigerante de refrigerante. A gente não pega uma coca-cola e diz que é um suco. Ou ninguém reclama de chamar o Flamengo de Flamengo e o Fluminense de Fluminense. E, sim, palavras são usadas como forma de opressão - mas é importante separar a opressão do uso da definição, porque as definições são suuper úteis e um dos objetivos da comunidade LGBT+ é transformar essas identidades em nomes pelos quais você se orgulha.

      (Em outras palavras: já pensei muito nisso de rótulo e tal, teve uma discussão gigante no grupo interno do CC sobre rótulos em maio do ano passado no mês lgbt+, e o contato me ensinou que essas palavras são super importantes e legais!)

      Aqui como elas podem ser fodas:
      http://zreyta.tumblr.com/post/109326440118/marginalized-sexualromantic-orientations

      E não tava errado mesmo! Aliás, foi fazendo esse post que foi ficando mais claro pra mim que a bissexualidade engloba todas essas pessoas. Todos esses momentos e formas de sentir atração por mais de um gênero. E cada pessoa experiência isso de uma forma. Então até se for aquele caso de "beijei alguém numa festa" (olá, katy perry com i kissed a girl), você ainda pode se identificar como bi se quiser. isso não é um comportamento estranho maluco, alguém sem noção, é um desejo real que algumas pessoas têm.

      obrigada por comentar <3

      Excluir
  6. Ufa. Cheguei suahsuashush
    Eu to tentando comentar isso há umas horas já, mas meu computador sempre resolve me dar uma pendência pra resolver. Não, não trabalho, não sou ocupado, mas meu computador está dando problemas na atualização do Windows 10, e quando você é o "técnico" da casa, não existe essa história de "levar pra arrumar". Enfim...
    Maaaaaaaaano. Eu simplesmente amei esse blog desde a primeira vez que vi. Ainda vou ler umas matérias, claro que focado em bissexualidade, por enquanto, mas já sinto que vou amar.
    Vocês escrevem muito bem sobre qualquer assunto que falam por aqui, e eu agradeço muito de colocarem bissexualidade em pauta.
    Bom, eu me considero bissexual. E, principalmente, adorei a simplicidade que você colocou o assunto.
    As pessoas costumam colocar bissexualidade, e muitas vezes a própria sexualidade, como algo de outro mundo.
    Ta, não é a coisa mais simples do mundo, porque somos seres humanos, um diferente do outro e tals. Mas já que é pra rotular, vamos rotular direito né?
    Eu sou bissexual simplesmente porque eu me atraio por ambos os sexos, masculino e feminino. Acho que era algo que você poderiam ter colocado como uma definição completa. Até porque só existem esses dois sexos. A tal transexualidade, ou até os próprios heterossexuais e homossexuais, não são nada mais, nada menos, que pessoas do sexo masculino e feminino, sendo que se ele quiser se passar por outro sexo, ou até fazer uma cirurgia para ter essa modificação mais "completa", ele continuar sendo parte de um lado dos sexos.
    Voltando ao assunto da bissexualidade.
    Eu estou gostando muito de vocês falarem sobre esse assunto, porque, sinceramente, EU não encontro muito sobre isso por ae.
    E, claro, a melhor parte é a falta de preconceito que vocês abordam o assunto. E, principalmente, vocês deixarem claro que não é absoluto o que dizem. Estou de saco cheio de tantas pessoas que falam sobre diversos assuntos, mas que colocam as próprias opiniões, ou apenas um lado daquele assunto, como a "lei divina", como se fosse a "verdade absoluta". E adorei como vocês deixaram claro que isso é algo que vocês formaram para si como opinião, que vou ser sincero, não está muito longe da verdade absoluta do que é ser um bissexual.
    Outra coisa que amei foi algo que eu nem chegava a pensar até um tempo atrás. É sobre a "porcentagem" que você se sente atraído por homens e por mulheres, sendo bissexual. Adorei vocês terem colocado de uma forma livre a cada um.
    E sabe do que mais? Existem ainda aquelas pessoas que acham que o bissexual vai sair pegando todo mundo.
    Minha capa do Facebook, quando eu ainda não tinha desativado, estava assim: "Eu gosto de pessoas (Não quer dizer que eu vou ficar com todas)".
    Cada ser humano é livre, de certa forma, pra ser o que quiser. Isso vale também a nós, os bissexuais. Mas está parecendo que o mundo não entende isso, e quer ficar cada vez mais criando rótulos para os outros.
    (Adoro quando chego no limite de caracteres :v)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "Bissexual é promíscuo".
      "Bissexual traz doenças".
      "Bissexual é vulgar".
      Eu lembro quando eu me "assumi" pra minha mãe. Como, até hoje, sou alvo de piadas quando descobrem que eu fiquei com alguém. "Só basta saber se é garota, ou... você sabe".
      A velha ideia de que bissexual é aquele que não vai usar proteção. O bissexual é o que vai transar com vários ao mesmo tempo. Bissexual só quer sexo. Bla bla bla
      Só eu sei como eu sofro ao me abrir e contar a minha "sexualidade" para as pessoas a minha volta.
      Aquele medo de ficar com uma garota sem contar, e depois ela descobrir e te xingar de várias maneiras.
      Bissexuais, e EU, principalmente, não somos o que o mundo prega.
      Bissexuais são somente pessoas que se sentem atraídas por ambos os sexos.
      E sabe do que mais ainda?
      Eles também sofrem muuuuuuuuuito preconceito. E eles sofrem dos dois "lados".
      Mas é isso aí. Vou ler os outros artigos relacionados ao tema, dar um jeito no meu computador, escrever um pouco mais e explorar o resto do blog.
      Brigado por esse artigo muito bom. Desejo tudo de bom pra cada um e espero que cresçam muito, não só no blog, mas na vida.
      Até a próxima. E desculpe o atraso suahsaushauh
      PS.: Eu assisto The 100 u.u

      Excluir

Posts Populares

INSTAGRAM


Instagram

FALE COM A GENTE!

Nome

E-mail *

Mensagem *