CCMúsica Eduardo Ferreira

A Odisseia Musical de Florence + The Machine

4.8.15Eduardo Ferreira


Eu sempre fui um grande fã da Florence + The Machine e desde o anuncio de How Big, How Blue, How Beautiful eu esperava algo grande. Depois do álbum lançado e do meu coração conquistado eu não esperava algo tão grande como "The Odyssey" vindo dela.

The Odyssey é uma história dividida em 5 capítulos (clipes) do novo disco da banda Florence + The Machine.

Florence conseguiu no seu mais novo trabalho fazer uma música não só para os ouvidos, mas também para os olhos. Para ser sentida e apreciada, mas que te leva a outro nível de conexão com a música.

Eu tenho essa mania muito feia de quando sempre que sai um clipe novo de alguma música coloco o vídeo pra rodar no youtube e não dou muita atenção para o clipe, mas isso mudou completamente com esses clipes da banda que me fizeram ficar vidrado na história que ela tentava contar e eu tentava entender.

Essa odisseia é algo muito sugestivo. Assim como toda música, os clipes abrem muito espaço para que cada um que está assistindo tenha uma interpretação diversa sobre aquilo que está vendo e ouvindo. É por isso que eu não quis transformar esse post numa análise da "The Odyssey" completa, porque por mais que eu tenha interpretado de certa forma, ela foi única e pode não significar nada pra você que está vendo.

What Kind of Man - Um casal que sofre juntos é mais feliz?


What Kind of Man nos mostra um casal se questionando se passar por uma tragédia juntos faria um casal mais feliz e unido ou se a real verdade é que são eles mesmo que trazem o desastre pra dentro da relação.

St. Jude - Talvez eu sempre me sinta mais confortável no caos


St. Jude (ou São Judas Tadeu) é conhecido como o patrono das causas perdidas e nada faz mais sentido que essa ser a música que se segue após What Kind of Man. O clipe de St. Jude traz uma Florence caminhando sozinha por um vilarejo e observando os acontecimentos ao seu redor e traz uma ideia de autoconhecimento e renovação.

Ela estar molhada faz uma conexão com o final de What Kind of Man e aquela espécie de batismo que lembra mais uma renovação, um renascimento.

O tempo todos conseguimos ver que o dia está indo embora e a noite chegando assim como um céu prestes a receber uma chuva. E esse é o gancho pro próximo capítulo dessa Odisseia.

Ship to Wreck - Construí esse navio pra afundar?


O ponto forte do terceiro capítulo é a luta dela contra si mesma e é um clipe que pode ser um pouco confuso pela estrutura que é montado, mas que sugere que essa odisseia não seja construída numa linha de tempo "certinha". É uma forma de contar a história que vai e volta no tempo, não se situando numa época e explorando vários sentimentos e descobertas.

Queen of Peace - O dano já está feito.


Queen of Peace é o que pra mim mais fugiu dessa "sequencia". O clipe mostra um casal proibido de se amar e de uma amor de dói e não tem a certeza de um futuro.

Long & Lost - É tarde demais?

Durante todos os capítulos anteriores  o contato das mãos e das bocas é bastante explorado pra nesse o casal ser separado e essa falta do contado significar algo mais quando eles são separados a força.

"É tarde demais par voltar pra casa?
Todas essas pontes agora são pedras velhas?"

Um incrível trabalho que pode ser interpretado de formas tão diversas, mas que no geral evoca algo maior: os sentimentos.

TAGS: , , , , , , , , , ,

Mostre para o autor o que você achou Recomende:

MAIS CONVERSAS QUE VOCÊ VAI GOSTAR

2 comentários

  1. Tem um novo clip que saiu ontem que pode ajudar mais ainda. Na verdade não sei se vai ajudar ou trabalhar... rs. Tenho algumas teorias também... mas sempre que começo a forma eu mesmo caio em contradição... espero que continue com a Odisseia. Abraço.

    ResponderExcluir
  2. Dá uma olhada nessa outra análise, ele foi feita depois que a Florence lançou a versão completa de The Odyssey: http://selvagemsolitario.tumblr.com/post/143643450691/the-odyssey-florence-the-machine-an%C3%A1lise

    ResponderExcluir

Posts Populares

INSTAGRAM


Instagram

FALE COM A GENTE!

Nome

E-mail *

Mensagem *