Ana Luíza Albacete Bryce Dallas Howard

[Resenha Misturada] Jurassic World - O Mundo dos Dinossauros, filme

21.6.15Conversa Cult


Sinopse


O Jurassic Park, localizado na ilha Nublar, enfim está aberto ao público. Com isso, as pessoas podem conferir shows acrobáticos com dinossauros e até mesmo fazer passeios bem perto deles, já que agora estão domesticados. Entretanto, a equipe chefiada pela doutora Claire (Bryce Dallas Howard) passa a fazer experiências genéticas com estes seres, de forma a criar novas espécies. Uma delas logo adquire inteligência bem mais alta, logo se tornando uma grande ameaça para a existência humana.

O que a Bells achou

Sou fã de carteirinha de todos os filmes com "Jurassic Park" no meio, então com isso vocês podem ter uma boa ideia do que eu achei do filme HGUIDFHGIDFHIDHGIHD. Mas, por incrível que pareça, eu meio que torci o nariz pra esse filme antes de ir assistir. A princípio eu pensei que seria o primeiro filme, O Divônico, sendo relançado nos cinemas em 3D, porém veio a desilusão. Então descobri que seria um novo filme, mais para o futuro, e minha reação foi basicamente:


Why, god, why?

Mas após muitos trailers, e afinal de contas SÃO OS DINOSSAUROS QUE SEMPRE TEMI E AMEI, decidi: eu precisava assistir. E nada como um belo dia aleatório de domingo junto com a Ana, indo assistir Os Pássaros, do Hitchcock, onde Jurassic World entra no meio da conversa e então segue o diálogo:

"- Eu também quero assistir. Vamos ver depois de Os Pássaros?
- QUE
- Já que a gente já tá aqui...
- Não seeeiii...AH TÁ BOM VAMBORA"

Amigues, eu não me arrependi. O quanto que eu gritei, me esperneei, surtei, me desesperei e me emocionei não está no gibi. Há várias referências ao primeiro filme (como o antigo saguão principal onde rolou uma das melhores cenas em minha humilde opinião), uma criança fofa e nerd, o irmão mais velho chato que fica legal depois, dramas pessoais dos personagens como plano de fundo, os dinossauros muito legais como sempre...

E o Chris Pratt. Todo sujo de gasolina. Todo sujo de terra. Todo badass com os velociraptors. Todo sexy.

Que maravilha...

Migo dos raptors

Isso não está no filme, infelizmente HAHHAH

Mas enfim, vamos voltar ao filme. O ritmo dele é totalmente eletrizante por conta da treta gigantesca relacionada ao experimento genético, que gerou um certo dinossauro totalmente exagerado em habilidades, e como sempre acaba dando tudo errado no novo parque. Isso não é spoiler, gente. Quem acompanha a franquia sabe que quando os humanos vão se meter com os dinossauros tudo dá absolutamente errado, e neste filme não é diferente. Dessa vez, a sucessão de erros dos personagens dão tanta merda que eu nem chorei, só me tremi toda HUFSHUDHIGHID

Também é abordada uma questão muito interessante que é o uso dos animais para entretenimento humano. Sabem, quando criança eu adorava ir ao zoológico, mas depois que passei a entender que eles estavam confinados pra sempre, longe do seu habitat, e o quanto eles parecem tristes dentro das jaulas, eu passei a odiar. Os dinossauros no novo Jurassic Park se tornaram estes animais que temos no zoológico. No contexto do filme eles se tornaram comuns, meros objetos de diversão para os visitantes e lucro para os administradores, que acabam fazendo de tudo para que os lucros sejam sempre maiores, é claro.

O personagem do Chris Pratt é a contrapartida dessa vibe, sendo todo paz e amor com os bichos e o alfa de um bando de...velociraptors. Sim, os dinossauros mais temidos em todos os filmes. Aliás, o ponto mais alto do filme: você passa a gostar desses bichinhos demoníacos, chega até a torcer para eles, coisa que eu nunca imaginei que fosse acontecer. WELL DONE. Enquanto isso, a doutora Claire representa o pensamento capitalista. Por ter que administrar o parque, acaba se esquecendo que os dinossauros são animais e ela é lembrada disso numa cena de cortar o coração. Além disso, os sobrinhos foram visitar o parque e ela basicamente larga as crianças, que é óbvio se metem em altas confusões. Tudo o que aconteceu na história serviu pra ela dar uma acordada pra vida e encontrar a sua própria força também.

Conclusão? Jurassic World é digno da franquia. John Hammond ficaria emocionadíssimo ao ver o seu projeto funcionando lindamente (pelo menos no início q).

Nota:



O que a Ana achou


Tá, o que eu vou falar depois desse relato maravilhoso da Bells? UEAHUEAHAEUHAUEA... ok, Vamos as questões técnicas então...?

Jurassic World é uma parada que eu espero há algum tempo também, mas algo me dizia que ia ser completamente diferente e que ia superar minhas expectativas e não me decepcionaria. WELL WELL, diferente de outros filmes que eu esperava há anos e me decepcionaram "Jurassic World" me deixou feliz, contente, arrepiada, quero ver de novo!

Obviamente, a trama é basicamente a mesma de todos os outros três filmes, porém, o elemento surpresa desse é o novo dinossauro que é modificado geneticamente (QUEMBRINCACOMGENÉTICAEMDINOSSAUROS?). O que eu achei bem louco e não sei se estava no roteiro ou foi escolha da direção, é que o filme é bastante violento. Com o ataque dos dinossauros e tudo o mais. CLARO que existiu, também, a grande crítica a todos esses parques que usam animais para atrair o público e ganhar mais dinheiro (como os Sea World) e tem uma cena que é muito referência ao Sea World e eu só fiquei muito WOW.

Troque o mesassauro por uma orca e TCHARAM

O filme é bem redondinho, não deixa em nenhum momento você ficar entediado ou qualquer coisa do tipo. Gostei bastante da direção e como foi feita. Pra mim, o fato do diretor usar muito a sugestão (não mostrar o que ele quer, deixar o espectador imaginar) ajudou bastante a deixar o filme ainda melhor. A montagem do filme é absurdamente maravilhosa, dando ainda mais agilidade à história.

Não vou deixar de falar na trilha sonora que basicamente é o que manda no filme. Se você assistir numa sala muito boa, você vai se surpreender em como o som comanda o longa-metragem. É questão de o dinossauro não estar em cena e você conseguir ouvir ele em algum lugar (olha a sugestão aqui!) é absurdamente incrível! Deixando a expectativa de quando vai aparecer ou o que vai aparecer.

Agora, se você gosta de dinossauro, um pouco de suspense, muito Chris Pratt e um bom filme, acho que você deveria correr pro cinema mais próximo para assistir "Jurassic World" (recomendo também a companhia da Bells, porque ela vibrou muito no cinema e foi a coisa mais divertida! Teve uma hora que ela levou um susto que ela pulou da cadeira e eu morri de rir! HEUHEUHEUH Bells <3).

Nota:



Sobre Nota: É um filme que funciona, que não deixa a desejar e que ainda te dá vontade de quero mais!

isabelle fernandes & ana luíza albacete

TAGS: , , , , , , , ,

Mostre para o autor o que você achou Recomende:

MAIS CONVERSAS QUE VOCÊ VAI GOSTAR

0 comentários

Posts Populares

INSTAGRAM


Instagram

FALE COM A GENTE!

Nome

E-mail *

Mensagem *