bruninha CCCuriosidade

Ficção vs. Realidade: A verdade assustadora que os tweets da Copa nos mostram

12.7.14Dana Martins


Já repararam que uma das coisas mais comuns em histórias é o herói ganhar como recompensa a mocinha depois de salvar o dia? Mas essa ideia não fica só na ficção. A gente tem conversado bastante sobre a importância da representatividade e a Copa veio com um grande exemplo de como a cultura influencia na forma como a gente pensa.

Achei que valia salvar esse momento para gente refletir. Veja abaixo!

Na cultura pop:


"Quem sabe eu mato um dragão e a minha vida vai ser infinitamente melhor, quem sabe até arranjo uma namorada." - Como Treinar Seu Dragão

Depois da citação acima, o protagonista Soluço ainda fala que ninguém nunca capturou um dragão Fúria da Noite, então "Se eu derrubar um deles, com certeza eu descolo uma namorada." E no final ele descola mesmo: a maior guerreira Viking de sua geração, a Astrid. Até a gêmea Cabeçaquente dá em cima do Soluço depois que ele começa a vencer os conflitos no filme.

Como Treinar Seu Dragão foi só um exemplo oportuno, praticamente qualquer outra história serve. Eu não consegui encontrar um trope pra isso, mas definitivamente deve existir um. De qualquer forma, essa ideia faz parte de vários outros tropes que são usados amplamente por aí, tipo o Standard Hero Reward, o Rescue Romance, o Rescue Sex, o Smooch of Victory e adoram fazer isso acontecer junto com o famoso Damsel in Distress.

Na realidade:

Qual foi o último filme que você viu? Eu não preciso nem ter visto para saber que é bem capaz de que mostre o protagonista vencendo um conflito e... ficando com a garota no final. É uma narrativa que repete e se repete e nós repetimos. Foi bem no jogo? Hoje tem, mozão! Julia César está melhor que o Neymar? É porque a recompensa mulher dele é melhor! Não foi bem? Hoje não vai ter!

Abaixo alguns tweets durante o jogo do Brasil contra o Chile na Copa. 




Sabe, não teria problema (apesar de que, se você pensar, é meio estranho as pessoas se importarem tanto se vai ou não rolar oral), se a gente não tivesse propagando uma cultura que trata a mulher como algo que o homem recebe em troca por seu bom trabalho. E da perspectiva da mulher, ser vista como um tesouro (e todas as consequências de se transformar nesse tesouro) para o homem conquistar. A pior parte: Cria a noção de que se o cara fez tudo certo, ele merece ficar com a garota. É um direito dele. E se ela não quiser ser um prêmio...

Vou deixar para vocês refletirem.

Enquanto isso, deixo aqui o manifesto do Elliot Rodger sobre o massacre de Isla Vista (e caso você não possa ver em inglês).

-dana martins
*Curiosamente, esse mesmo argumento poderia ser erroneamente usado para justificar o "perigo" dos videogames violentos. Você consegue perceber a diferença?


Leia mais sobre a representatividade na cultura pop

TAGS: , , , , , , , , , , , ,

Mostre para o autor o que você achou Recomende:

MAIS CONVERSAS QUE VOCÊ VAI GOSTAR

0 comentários

Posts Populares

INSTAGRAM


Instagram

FALE COM A GENTE!

Nome

E-mail *

Mensagem *