2k to 10k: Writing Faster and Writing More of What You Love

Clube de Escrita: Como ir de 2 mil a 10 mil palavras

27.9.13Dana Martins


HEEY GENTE LINDA DO CONVERSACULT! Hoje o Clube de Escrita é mais do que especial: ele é uma colaboração do Diego Matioli, direto do nosso grupo do facebook. Ele leu um livro de uma autora que escreveu SETENTA MIL PALAVRAS (70 MIL!) EM DOZE DIAS. A gente aqui morre para escrever 50 mil em 30 dias, imagine isso. E não é só a gente que se surpreendeu com isso, mas agora vou deixar o Diego falar. Ele não só explica essa história, como explica as dicas que ela dá no livro para você conseguir também.

Queria compartilhar o que aprendi com um livro muito legal chamado 2k to 10k: Writing Faster, Writing Better, and Writing More of What You Love, da Rachel Aaron. Tudo começou com uma publicação em seu blog falando de como ela conseguiu aumentar sua produtividade, que teve tanta repercussão que a levou a escrever um livro sobre o assunto, para dar de resposta a todos que perguntavam sobre o assunto logo de uma vez (além de incluir detalhes sobre todo o método de produção dela, do planejamento a revisão). Para vocês terem noção, ela escreveu o primeiro rascunho de um livro, totalizando 73.722 palavras, em 12 dias.

Ela aponta três fatores principais para ter chegado nesses resultados:

1.Conhecimento
A maioria dos escritores tem a tendência de criar o que acontece enquanto escreve. Sim, nós planejamos nossa história, mas eu não estou falando de saber o que precisa acontecer na história, mas sim de COMO essas coisas vão acontecer. Perdemos minutos preciosos tentando solucionar como as cenas têm de acontecer, ou escrevendo cenas que levam a becos sem saída que não funcionam na história. Isso é extremamente ineficiente. O que ela sugere é um planejamento pré-sessão de escrita, delineando como a cena irá se desenrolar antes de começar. Digamos que na próxima cena da sua história o herói precisa fugir do castelo do rei. Tire cinco minutos antes de começar a escrever para desvendar COMO ele irá fugir do castelo. Esse foi o primeiro aumento de produtividade da Rachel.

2. Tempo
Ela sugere que os escritores mantenham registros da sua produção para descobrir horas e locais que são melhores para trabalhar. Por exemplo, no caso dela, ela notou que suas duas primeiras horas de trabalho são mais lentas, e que depois da sexta hora ela começa a desacelerar visivelmente. Percebeu que escreve melhor no período da tarde, contradizendo sua própria opinião de que era uma escritora matutina. Viu que seu rendimento era bem maior quanto ela estava fora de casa, sem internet. Portanto, ela pode priorizar intervalos de quatro a cinco horas, na parte da tarde, em que ela pudesse sair de casa para escrever, e assim garantir seu rendimento máximo. Só que esses números são muito pessoais. A questão é conhecer como você produz e usar essa informação a seu favor.

3. Entusiasmo
Ao analisar todos os dados sobre a própria escrita que ela foi acumulando, a Rachel notou que haviam dias em que ela atingia picos de mais de 10 mil palavras, então ela foi procurar o que esses dias tinham de especial. A resposta era o entusiasmo. As cenas que ela estava animada para escrever, aquelas em que ela pensava desde o planejamento do livro, rendiam muito mais palavras por hora. Então, ela passou a fazer um teste de entusiasmo durante o planejamento do livro. Se havia alguma cena que não lhe animasse, ela era cortada ou retrabalhada até ficar atraente. Afinal, se você não estiver entusiasmado escrevendo, o leitor não vai se entusiasmar lendo!

Se você ainda quer mais, pode ler o livro da Rachel Aaron ou ver a postagem original no blog dela.

TAGS: , , , , , , , , ,

Mostre para o autor o que você achou Recomende:

MAIS CONVERSAS QUE VOCÊ VAI GOSTAR

1 comentários

  1. Eu li esse livro essa semana. Estou louco pra colocar em prática, mas ainda preciso preparar a história que quero escrever antes. (fator conhecimento)
    Afinal, não da pra aplicar a "técnica" sem saber o que vou escrever antes de tudo.
    Pretendo fazer uma tabelinha comparando meu desempenho escrevendo no modo que fiz no nano passado (horas soltas durante o dia, sem saber muito para onde eu estava indo), e o modo mais organizado apontado pela Rachel.

    ResponderExcluir

Posts Populares

INSTAGRAM


Instagram

FALE COM A GENTE!

Nome

E-mail *

Mensagem *