Anne Hathaway CCFilmes

Lendo Os Miseráveis #2 - Eu vi o filme e...

17.2.13Paulo V.


Olá! Esse é o segundo post da coluna Lendo “Os Miseráveis” onde eu, Paulo, comento um pouco sobre como está indo a leitura do livro de Victor Hugo. Para ler o primeiro post, clique aqui.

Hoje eu falo o quanto eu avancei desde o primeiro post da coluna e também comento a adaptação musical do filme, que está nos cinemas brasileiros desde o dia 1º de fevereiro. Leia depois do “pulo”.

Atenção: não há spoilers sobre o livro ou filme, pode ler sem medo. :D

Desde o último post, eu li apenas algumas páginas do livro. Não que ele esteja chato ou algo do tipo, pelo contrário, o livro continua bom como antes. O problema é que eu estou devendo várias leituras de parceria e ainda tem o Charlie’s Booklist, então tenho tentado ler “Os Miseráveis” paralelo aos outros, mas nunca consigo dar atenção a mais de um livro ao mesmo tempo. Além disso, eu ainda ando meio desanimado para ler, o que atrapalha tudo. Enfim, espero conseguir ler mais do livro para fazer um novo post em breve.

Mas nada disso influência no post de hoje, porque o foco é o filme, que é uma adaptação do espetáculo musical baseado no livro. Eu disse no último post que queria ir conhecendo a história (que até então eu praticamente não sabia qual era) ao poucos, com isso, decidi que não ia assistir ao filme, só o faria depois de ler todo o livro. Só que eu não aguentei esperar, obviamente. O filme é um musical, tem 8 indicações ao Oscar e ainda está passando em IMAX. Isso meio que obriga qualquer um a ir até o cinema assistir. hahaha

E, bem, eu não me arrependo nem um pouco de ter assistido ao filme, ele é MARAVILHOSO! Todos os comentários positivos que você pode ter lido por aí são mais do que verdadeiros, acredite. “Les Misérables” é fantástico, arrisco dizer até que foi um dos melhores filmes que eu já vi na vida. Assisti-lo foi uma experiência única, não conseguia tirar o filme da cabeça mesmo horas depois de ele ter terminado. Para vocês terem noção, várias pessoas que estavam na sala de cinema bateram palmas quando o filme acabou, algo que eu nunca tinha presenciado nem feito antes!

Para gostar de “Les Mis” não é preciso ser fanático por musicais nem nada do tipo, mas precisa pelo menos gostar do gênero (o meu caso). O filme tem aproximadamente 2h40 de duração, então é provável que seja cansativo e maçante para quem não gosta nem um pouco de musicais. Mas acho que, de uma forma ou de outra, o filme consegue despertar emoção em qualquer um. Minha mãe, por exemplo, assistiu ao filme comigo e adorou, mesmo não ligando muito para musicais.


As atuações, em sua maioria, estão impecáveis. E a Anne Hattaway merece (muito) destaque. Ela fica pouco tempo em cena, mas emociona qualquer um. A Ana Luíza (aqui do blog) estava corretíssima quando me disse que eu ia querer levantar e bater palmas para Anne quando ela aparecesse. Também gostaria de comentar a Samantha Barks, que faz a Éponine no filme e também em algumas montagens do musical, a voz dela é linda!

Agora que eu sei exatamente qual é a história de “Os Miseráveis”, estou ainda mais animado com a leitura do livro. Acabou que ver a adaptação antes de terminar o livro não foi nada muito grave, acho que foi apenas como se eu tivesse lido a sinopse do livro antes. Quer dizer, é óbvio que eu sei mais do que a sinopse, mas acaba sendo pouca coisa se comparar a duração do filme com o número de páginas do livro (quase 2000). Para exemplificar, tudo que eu li agora representa dez minutos de filme, no máximo.

Talvez esse post esteja sendo elogioso demais, mas não acredito que eu vá mudar opinião mesmo depois de um longo tempo. “Os Miseráveis” é tão mágico que estou até agora sob o efeito do musical, tanto que não paro de ouvir a trilha sonora.

Mesmo que você não tenha lido o livro, vá assistir ao filme. É fabuloso, uma ótima experiência. Levaria 5 “conversinhas”, se isso fosse uma resenha. :)
- paulo v. santana

TAGS: , , , , , , , , ,

Mostre para o autor o que você achou Recomende:

MAIS CONVERSAS QUE VOCÊ VAI GOSTAR

1 comentários

  1. Agora eu preciso ver o filme.
    Mas não deixo de lado a necessidade de ler o livro.
    Abraços!

    ResponderExcluir

Posts Populares

INSTAGRAM