avenged sevenfold CCMúsica

Para quem gosta de música: Papa Roach

11.9.12Igraínne


"Alguém que gosta muito de música tentando dizer por que esse artista chamou atenção. O nome para quem gosta de música não é à toa, essa coluna aleatória é dedicada a todos aqueles que adoram descobrir um novo artista. Aqui eles estão, aproveite e até indique algum." 

Hoje: Papa Roach
Origem: Estados Unidos
Similares: Nirvana, You Me At Six, Three Days Grace, Evanescence, Avenged Sevenfold, The Red Jumpsuit Apparatus, Sum 41, The Runaways, The Pretty Reckless e bandas de rock jovens da década de 90...

Eu conheci Papa Roach por um acaso enorme (mesmo). Acontece que tenho um amigo que sempre fica me mandando link de música - desde rock pesado até Taylor Swift - e numa dessas ele me mandou  "No Matter What", que - confesso - eu nem gostei tanto assim de início. Meu amigo ficou revoltado no estilo *como você não gostou????* e me mandou mais algumas músicas da banda. E aí eu descobri que a maioria das canções eram muito legais, e que na verdade o maior sucesso era uma exceção à regra (hoje eu até curto essa música).

Eu nunca tive um gosto musical muito certo, na verdade tenho uma tendência para o rock, mas eu também gosto de muita coisa pop e até um pouco de Lana del Rey, no melhor estilo melancolia emo. Esse meu amigo e a Dana vivem me dizendo que eu sofro de um *preconceito musical crônico*, mas não é disso que eu vim falar hoje.

Sabe toda aquela coisa que anda aparecendo agora? Esses rocks que parecem pop, esse pop que é mais eletrônica e tudo mais? Então, eu adoro isso, na verdade acho até construtivo em termos de renovação cultural, mas é que às vezes eu sinto falta do antigo, entendem? Das músicas convencionais sem grandes efeitos de estúdio, aquelas que você escuta e pensa imediatamente: isso é rock, ou isso é pop, sem dúvida alguma. E mesmo sendo esse rock mais previsível, mas é do tipo metal, não tem aquela coisa mais pesada de gritos e etc. É um rock mais raiz, mais natural, é como a Dana falou naquele post de The Pretty Reckless: chama a atenção porque ambas as bandas são do mesmo estilo de rock simples, sem efeitos, como se estivesse limpo.

Papa Roach é o que você pode considerar como o rock reto, linear, sem grandes mudanças drásticas no gênero. Para vocês terem uma ideia, a banda existe desde 1993, então você pode imaginar toda a influência musical que eles sofreram. Acredito que a mais explícita seja o Nirvana.

PORÉM, apesar desse tempo todo de estrada, a banda só ficou conhecida em 2000, com o álbum Infest, que ganhou prêmio e tudo. Destaque para "Broken Home" e o sucesso "Last Resort" que eu não sei por que, me lembra um pouco o som do Blink 182.

lápis de olho, galero.
A maioria dos clipes seguem uma linha parecida, escuros, de certa forma fazendo referência à estereótipos do próprio rock, com direito a roupas e/ou rasgadas e sobrepostas, lápis de olho, unhas pintadas de preto e algumas coisas grotescas. Não foram os clipes que me conquistaram, mas sim as músicas. Talvez pela minha inclinação melancólica ou coisa parecida, porque muitas letras têm esse tipo de pegada. É assim com "Last Resort", "Scars" e "Forever", uma das minhas favoritas.

Até agora, eles têm 7 CD's e o oitavo lança em outubro desse ano e vai se chamar The Connection. Dos que já saíram, destaque enorme para Getting Away with Murder- que tem as faixas "Take me" e "Scars", muito boas por sinal. O álbum anterior, Time For Annihilation (2010), no entanto, foi o mais inovador de todos, porque saiu com apenas 5 faixas inéditas (dessas, apenas uma não virou singles, e as outras 9 eram todas cantadas ao vivo - a enorme maioria sucessos da banda. Na verdade, as que eu mais gosto hoje em dia vieram daí:  "Kick In The Teeth", que tem aquele ar inegável de *já escutei isso antes e não sabia que era deles*; e "One Track Mind", que é a que mais toca no meu Ipod.

Falando em questão da própria batida da banda: de um modo geral, todas as músicas têm uma introdução muito boa. Isso acontece com "Hollywood Whore" e "Blood Brothers" (essa, além de introdução impecável, tem letra no estilo meio crítica social). E isso fora o fato de que todo rock sempre tem um solo... de guitarra. Dá pra perceber no início de "One Track Mind", e em "Burn", que apesar de ser repetitiva, eu gosto bastante.

"One Track Mind": escolhi essa porque é uma daquelas músicas que de tanto escutar já conheço frases de longe. E foi a primeira que eu gostei de verdade (já que vocês já sabem a história com "No Matter What" UHSUHA).

O que ouvir para começar: para você que não está acostumando com esse tipo de som, indico "Kick In The Teeth", "No Matter What", "Forever" e "Scars". São músicas menos pesadas em questão de instrumentos e que são fáceis de ouvir sem grandes preconceitos. Além disso, eu acho muito mais fácil gostar de Papa Roach se você começar pelas músicas certas em vez de ir direto em "Take me", por exemplo.

Veja também
>>> Veja outros Para quem gosta de música


Papa Roach também é aprovado pela Dana, que escuta Taylor Swift E Papa Roach.

TAGS: , , , , , , , , , , ,

Mostre para o autor o que você achou Recomende:

MAIS CONVERSAS QUE VOCÊ VAI GOSTAR

4 comentários

  1. Alooou! Tudo bom? (:

    Confesso que não sou uma pessoa muito do rock mais antigo... sério, podem me apedrejar. Tipo, não que eu não goste, mas não é meu gênero favorito. É um tipo de música meio pesado, sabe? Preciso estar me sentindo muuuuuito feliz pra conseguir aproveitar um som desse tipo. Prefiro coisas mais suaves... por isso gostei tanto do último Para quem gosta de música, da Alexz Johnson.
    Mesmo não sendo o maior fã do rock antiguinho, ouvi as cinco músicas que você indicou no fim do post e até que gostei. "Kick In The Teeth" ficou no posto de favorita (: E eu tenho quase certeza que já ouvi a "No Matter What" em algum lugar! Só não lembro onde... fkhgkldfg
    Enfim... espero que não me entendam mal D: é que realmente não estou acostumado ao gênero da banda.
    Mas parabéns pelo post e obrigado pela dica (:

    Ah, recadinhos!

    - Terminei de ler "O Inverno das Fadas", da Carolina Munhóz :D Foi uma leitura muito agradável! Como tenho muita coisa pra dizer sobre ele, pretendo postar uma resenha no Skoob em breve (: Daí eu mando o link para quem quiser ler, ok? E o próximo livro da lista é "Apocalipse Z" o/ estou super ansioso pra ler.

    - Estou quase acabando a 2° temporada de The Voice US! GENTE-QUE-PROGRAMA-É-ESSE! Estou AMAAAAAAAANDO. Sério. Não achei que fosse tão bom. Fico torcendo, pulando e cantando na frente do PC igual doido. E agora vai começar a 3° Temporada... OMG. Estou super satisfeito de ter conhecido o programa (: Obrigado, CC o/

    Bom, acho que é isso... até logo. Abraços ^^

    ResponderExcluir
  2. Oi, João!!!

    Kick In The Teeth é uma das minhas favoritas também (embora One Track Mind seja amor <3). Rock realmente é um tipo de música que não atrai todo mundo. Mas mesmo assim fico feliz que vc tenha gostado da Kick. :)

    Quanto ao livro, fica o convite de escrever uma resenha aqui pro blog, o que você acha? Adoraríamos saber a sua opinião e poder compartilhar com o restante dos leitores!

    Não vi The Voice US (quem é meio viciada é a Dana, vou falar pra ela vir aqui comentar auhsuhauhsas)

    beijão!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Igra :D

      Eu ADORARIA escrever uma resenha pro blog *o* Sério!!! Ahh'
      Bom, então... vou escrever a resenha e enviar por e-mail ainda essa semana, pode ser? (: Ah, e não precisa postar se a resenha ficar ruim ou algo do tipo, ok? Não sou um resenhista muito brilhante...
      Mas enfim, MUITO obrigado pelo convite! Vou me esforçar bastante para escrever um texto bacana :)

      Até mais o/

      Excluir
    2. Não precisa ficar com medo! Tenho certeza de que a sua Resenha vai ficar ótima! Envia por e-mail sim, estaremos esperando!
      Ah! Ouve Blood Brothers do Papa Roach! Aquela introdução agrada todo mundo.

      Beijão!

      P.S.: A Dana ainda deve vir aqui falar sobre o The Voice - o problema é a nossa incrível falta de tempo. É muita coisa pra fazer e pouco tempo hábil para tal.

      Excluir

Posts Populares

INSTAGRAM